Bandeira da IAP

A Região Amazônica enviou um ponto à Assembléia Geral, sugerindo a criação de uma bandeira da Igreja Adventista da Promessa. Depois de aprovado o ponto, a Diretoria Geral lançou um concurso aberto, para que toda a igreja participasse, e escolheu o melhor e mais significativo desenho. A Assembléia Geral Extraordinária de 28 de novembro de 1998, na Estância Árvore da Vida, em Sumaré-SP, aprovou o estandarte e premiou o vencedor.

O ganhador do concurso foi o presbítero Pedro Cassemiro Silva, da cidade de Paraíso-PR, Região Paranaense. Segundo as suas palavras, o presbítero, após resolver participar do concurso, comprou o material necessário, dirigiu-se a um cômodo isolado da sua casa, orou a Deus, pedindo inspiração e elaborou o seu trabalho, tendo o seguinte pensamento: As duas faixas azuis representam o sangue azul, denominação dada às famílias de linhagem real, tendo em vista que, segundo a palavra de Deus, em I Pedro 2:9, o seu povo é geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa e povo adquirido. Os dois ramos de palmas têm base em Apocalípse 7:9, que declara os santos perante o Senhor com roupas brancas e palmas em suas mãos; cada palma tem nove folhas, representando os nove dons do Espírito Santo. A faixa amarela, com a data do surgimento da igreja, 24 de janeiro de 1932, simboliza o fato de a Igreja Adventista da Promessa ser a primeira igreja evangélica pentecostal genuinamente brasileira. O logotipo da igreja, com o mapa mundi, simboliza o poder do Espírito Santo de Deus, na pregação do Evangelho de Jesus Cristo. Mas o desenho do mapa mundi, no logotipo, não fazia parte da obra do presbítero Pedro Cassemiro; entretanto, foi inserido com a aprovação do mesmo.

(Fonte: Livro Marcos que Pontilham o Caminho – p.259)

As medidas oficiais são 1,60 m x 1,20 m. Em São Paulo, os interessados podem contatar a Manufatura Glória – tel ( 11) 2693-7275 www.manufaturagloria.com.br.