Artigos Demi

Os “aventais de folhas de figueira” não resolvem o problema do pecado

O Capítulo 3 de Gênesis descreve a queda do primeiro casal. Eles ultrapassaram o limite dado por Deus, comeram do fruto proibido e morreram espiritualmente. Ficaram com vergonha, coseram aventais de folhas de figueira e tentaram se esconder da presença de Deus. Este padrão de comportamento é repetido pela humanidade que tenta resolver pela própria capacidade o problema do pecado. Os “aventais de folhas de figueira”, continuam sendo confeccionados através da história. Obras humanas mascaram o que não se pode resolver sem a ação divina. Esses “aventais” modernos são: religiosidade, legalismo, doutrinas fora do contexto bíblico, falsos messianismos, etc. Voltando ao Éden, Deus procurou Adão e Eva, pronunciou as consequências do pecado, imolou o Cordeiro e faz permanentes túnicas de pele. Assim, o primeiro ato profético sobre Cristo é anunciado. Só a morte do Cordeiro pode resolver a natureza pecaminosa do homem.
Não nos enganemos, ninguém é salvo por si próprio e fora de Cristo: “Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos. ” – At 4.12. Os esforços humanos, por mais altruístas que sejam, são insuficientes para salvar e são considerados pelas Palavra do Senhor como trapos de imundícia – Is 64.6. A Bíblia não deixa dúvidas: “E, se é pela graça, já não é mais pelas obras; se fosse, a graça já não seria graça. ” – Rm 11.6.

No Século XVI, a Reforma Protestante devolveu esta verdade ao mundo. A Bíblia traduzida nas línguas dos povos permitiu que muitos compreendessem a salvação de forma completa.

Podemos concluir que a graça que vem de Deus (Pai, Filho e Espírito Santo) não é apenas um detalhe teológico, mas a base de todas as ações Divinas. Efésios 2.1-10 responde as principais perguntas da vida Cristã:
· Como o Senhor nos encontrou? “Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados” – v.1
· Como vivíamos em relação ao mundo? “nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência.” – v.2
· Como vivíamos em relação à nossa natureza? “Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira.” – v.3
· O que o Senhor sentiu, sente e sempre sentirá por nós? “Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou” – v.4
· O que o Senhor fez por nós? “deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.” – v.5
· Onde o Senhor nos colocou? “Deus nos ressuscitou com Cristo e com ele nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus” – v.6
· O que o Senhor fará conosco no futuro? “para mostrar, nas eras que hão de vir, a incomparável riqueza de sua graça, demonstrada em sua bondade para conosco em Cristo Jesus.” – v.7
· O que jamais poderemos esquecer? “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus” – v.8
· Do que jamais devemos nos gloriar? “não por obras, para que ninguém se glorie.” – v.9
· De quais coisas devemos nos conscientizar e perseverar? “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos.” – v.10

E sobre a graça podemos ainda meditar:
· Deus é chamado de “O Deus de toda graça”“O Deus de toda a graça, que os chamou para a sua glória eterna em Cristo Jesus, depois de terem sofrido durante pouco de tempo, os restaurará, os confirmará, lhes dará forças e os porá sobre firmes alicerces.” – 1 Pe 5.10.
· Jesus é a maior manifestação da Graça“Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.” – Jo 1.14.
· O Espírito Santo é também chamado de Espírito da graça, pois suas ações também não são por méritos“Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça?” – Hb 10.29.
· É a porta de salvação para todas as pessoas“Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens.” – Tt 2.11.
· Nos justifica (nos torna justo)“sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.” – Rm 3.24.
· Nos salva“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus.” – Ef 2.8.
· É fonte de riqueza espiritual“Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus.” – Ef 1.7.
· Nos capacita ao trabalho“Mas, pela graça de Deus, sou o que sou, e sua graça para comigo não foi em vão; antes, trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo.” – 1 Co 15.10.
· Suficiente para vivermos e vencermos todos os desafios da vida Cristã“E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.” – 2 Co 12.7-9.
· A última mensagem que a Bíblia deixa para todos é a graça oferecida por Cristo“A graça do Senhor Jesus seja com todos. Amém.” – Ap 22.21.

Graça (Charis – grego) significa favor, uma dádiva, um presente, um dom imerecido que “implica perdão, salvação, regeneração, arrependimento e o amor de Deus”¹. A salvação é um ato exclusivo da parte de Deus. Uma ação unilateral de Deus para conosco.

Diante desta enorme verdade devemos aceitar a exortação: “Portanto, você, meu filho, fortifique-se na graça que há em Cristo Jesus.” – 2 Tm 2.1.

E em relação à salvação: obras, não! Mérito humano, jamais! Mascarar o pecado, nunca! Glória só na Cruz de Cristo! Para sempre e tão somente a graça! Com o sentimento dos reformadores, Sola gratia!!!

Pr. Elias Alves Ferreira, responsável pela IAP em Jales (SP) e integrante da equipe do Departamento Ministerial – Convenção Geral


¹Williams, Derek, Dicionário Bíblico, Editora Vida Nova, São Paulo, SP, 2008, Pg 148.

17/10/2017

Sola gratia

Os “aventais de folhas de figueira” não resolvem o problema do pecado O Capítulo 3 de Gênesis descreve a queda do primeiro casal. Eles ultrapassaram o […]
06/10/2017

Sola Scriptura

Somente as Escrituras podem nos dar correção e crescimento “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em […]
04/10/2017

Quem foi Martinho Lutero?

O homem que Deus usou para concretizar a Reforma Protestante Em 31 de outubro de 1517, o Monge Agostiniano, Martinho Lutero, fixou na porta do Templo […]
06/09/2017

O Ministério Pastoral de Jesus revelado na oração do Getsêmani – III

Palavra e intercessão Continuando a aprender com o modelo pastoral de Jesus, a oração do Getsêmani nos traz ainda ricos ensinamentos. Ele revelou que a Bíblia […]