Destaques

CARTA AO POVO PROMESSISTA

Prezados membros da Igreja Adventista da Promessa, que a paz do Senhor Jesus Cristo esteja no coração e na mente de cada um de vocês.

Nestes tempos agitados de redes sociais, temos visto, com certa frequência, postagens sugerindo que estamos enfrentando uma crise doutrinária e dando a entender que estamos abandonando pontos de nossa fé que caracterizam a nossa identidade como denominação cristã.

Diante disso, a Diretoria Geral, no cumprimento de seu dever, vem, por meio desta carta, reafirmar aquilo que cremos, com base nas escrituras, e que está claramente apresentado no livro “O Doutrinal”, em que temos descritas as nossas principais doutrinas, e no livro “A fé que professamos”, em que encontramos o credo, a confissão de fé e a declaração de princípios dos adventistas da promessa.

Somos promessistas porque temos convicções bíblicas que nos unem como corpo e como instituição. Nós, adventistas da promessa, somos uma igreja séria. Nossa história é marcada pelo compromisso com a Palavra de Deus. Uma de nossas principais marcas sempre foi a busca pela a verdade do evangelho, através da investigação bíblica, e, ainda hoje, temos procurado, com seriedade, entender, ensinar e praticar o que a Bíblia nos diz.

Assim sendo, com humildade no coração e com consciência de que não somos perfeitos, podemos afirmar que a doutrina praticada por nós não é fundamentada em sentimentos, experiências, especulações ou tradições de homens, mas, sim, na Bíblia Sagrada. É exatamente por isso que precisamos conhecer bem essa doutrina e sermos capazes de defendê-la com amor e zelo. Como disse o apóstolo Pedro, que estejamos sempre preparados para responder a qualquer pessoa que pedir a razão da nossa esperança (1 Pd. 3:15). Dito isso, entendemos ser oportuno reafirmar nossas crenças.

Dentre as doutrinas que IAP professa, destacamos a certeza de que a Bíblia Sagrada é a Palavra de Deus e deve ser a nossa única regra de fé e prática. Acreditamos que o Deus revelado na Bíblia é triúno: Pai, Filho e Espírito Santo. Acreditamos que o ser humano foi criado por Deus, que ele pecou, rebelando-se contra o seu Criador, e que este ato o tornou inimigo de Deus, escravo do pecado e condenado à morte. Cremos que Jesus Cristo é o único caminho para salvá-lo, regenerando-o, justificando-o, concedendo-lhe a adoção de filho, santificando-o e ajudando-o em sua perseverança, em vista à glorificação. Em razão disso, sabemos que a salvação é unicamente pela graça, através da fé no sacrifício de Cristo.

De igual modo, ressaltamos nossa convicção no batismo no Espírito Santo, entendendo que este ponto é um daqueles que marcam, de forma acentuada, a nossa identidade. Basta lembrar a razão de sermos chamados Igreja Adventista da Promessa. “Adventista”, porque aguardamos o “advento” de Jesus Cristo, ou seja, acreditamos que ele, em breve, voltará; “da Promessa”, porque cremos na promessa do Pai, do derramamento do Espírito, especialmente, no que diz respeito ao batismo no Espírito Santo, evidenciado no falar em línguas estranhas. Por isso, deixamos claro que ninguém pode ser privado de falar em línguas estranhas nos nossos cultos, sempre pautados pela ordem e decência descritas na Palavra de Deus.

Foi crendo nessa promessa que, em 24 de janeiro de 1932, o pastor João Augusto da Silveira, após ler alguns textos bíblicos sobre esse grande mover do Espírito, entrou no seu quarto e começou a orar, clamando por um avivamento em sua vida. Então, o Espírito Santo foi derramado sobre o servo de Deus. Assim, essa convicção está presente em nosso nome e faz parte, decisivamente, da nossa história.

Cremos que a ceia do Senhor é uma ordenança de Jesus à sua igreja, como memorial da sua morte, e, diretamente ligado a este ensino, cremos e praticamos o lava-pés, como lição de humildade. Além disso, defendemos e praticamos a abstinência dos alimentos impuros, que são descritos em Levíticos 11 e Deuteronômio 14.
Acreditamos também na distinção entre as leis moral, ritual e civil apresentadas no Antigo Testamento, bem como entendemos que a lei moral dos dez mandamentos continua vigente para os nossos dias, inclusive o descanso sabático, no sétimo dia da semana. Por esse motivo, o sábado é o principal dia de nossas reuniões, com destaque ao culto e à Escola Bíblica.

Por fim, realçamos que cremos na mortalidade da alma e na ressurreição dos mortos, e que a segunda vinda de Cristo será visível e pessoal. Acreditamos que, no juízo final, os ímpios e toda maldade serão aniquilados, no lago de fogo, e que os salvos reinarão com Cristo.

Essas são algumas das principais crenças defendidas pela Igreja Adventista da Promessa, e nenhuma delas está sendo reformulada ou abandonada por sua liderança. O que talvez esteja acontecendo são casos isolados de pessoas que, de forma insurgente, agem contra a orientação de igreja. Quem age assim é passível de repreensão e até de punição, conforme previsto em nossos documentos administrativos. Pastores ou líderes que, deliberadamente, desprezam e desobedecem às doutrinas promessistas e ainda incentivam os membros a agirem do mesmo modo, precisam ser identificados, para que as providências cabíveis sejam tomadas.

Convocamos todo o povo promessista a se envolver na defesa das doutrinas que professamos. Só quem conhece, aprecia, estuda e pratica a doutrina é capaz de defendê-la. O conselho do apóstolo Paulo ao jovem pastor Timóteo serve a todos nós: Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes (1 Tm. 4:16). Que, igualmente, sigamos a orientação do profeta Oséias, que diz: … conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor (Os 6:3).

Toda a glória seja dada àquele que é Senhor de tudo e faz que Cristo e sua doutrina sejam, para nós, como a chuva é para terra seca (Dt 32:2). Que o Senhor abençoe cada promessista. Amém!

São Paulo, 08 de março de 2019.

Diretoria da Convenção Geral das Igrejas Adventista da Promessa

08/03/2019

Comunicado

Carta ao povo promessista
15/08/2018

Série de Sermões – Setembro de 2018

Vidas Missionais – Pessoas comuns que fizeram a diferença A Convenção Geral da IAP está disponibilizando o material da campanha “Vidas missionais”, que deve ser ministrados em […]
29/05/2018

100 Dias de Oração

O projeto “100 dias de oração” é uma ação planejada pela liderança geral da Igreja Adventista da Promessa, para acontecer nos quatros anos da gestão 2016/2019. […]
28/05/2018

Dsa. Dulcides descansou no Senhor

Enterro será terça, 16h30 Com consternação, informamos que dormiu no Senhor a Dsa. Dulcides Vieira Correa (Zoca), aos 84 anos. Ela faleceu em Curitiba (PR), onde […]