Especial 80 anos de IAP

Poesia lembra como Deus fez surgir a IAP e como ele a conduz nos dias de hoje 

HISTÓRIA DE UM POVO

Fatos na sua vida
Que muitas vezes li
Mil oitocentos e noventa e três
O nascimento de um guri
No estado de Alagoas
Cidade de Murici

Rosa Amélia, sua mãe
Sr. Felix, seu pai querido
Seus primeiros ensinamentos
Que lhe fizeram agradecido
Sem os quais a sua vida
Teria sido sem sentido

Ainda na infância
Com três anos de idade
Falece o seu pai
Deixando-lhe na orfandade
Justamente nessa época
Mudaram-se de cidade

No estado de Pernambuco
Em Paulista, nova morada
A preocupação, portanto
Ver a família amparada
E Paulista parecia
A solução almejada

Sua idade escolar
Tempo da palmatória
Agostinho Melo e Benvenuto
Viram sua trajetória
Joaquim Ribeiro e Padre Emilio
Sabiam toda sua historia

Pelo querido Padre Emilio
Ele foi catequizado
Costumava dizer o padre
Podes não ser formado
Mas com certeza o homem
Pode ser bem informado

O grande Carlos Magno
Leu toda sua historia
Sobre astronomia
Flammarion era a glória
Quatro vezes Rocha Pombo
Do Brasil a história

Literaturas Adventistas
Tinha tudo na mão
Em Português, em Espanhol
Em Inglês por que não
E leu por duas vezes
A BÍBLIA TINHA RAZÃO

Em mil novecentos e nove
Um fato interessante
Mal pensava ele
Que a partir daquele instante
Tudo se transformaria
Por uma Bíblia protestante

Seu contato com os adventistas
O amigo Manoel de Melo
Dona Mocinha e suas filhas
Com quem teve um forte elo
Sr. Medeiros e Sr. Bezerra
Que sentimento singelo

O seu primeiro culto
É irmãos, vejam só
Ao se lembrar disso
Na garganta formava um nó
Na cidade de Recife
Bairro de Tigipió

Conheceu a doutrina
E com ardor a defendia
Se alguns falavam contra
Sempre ele os convencia
E o ministério adventista
Naquela época crescia

Preparou-se para o batismo
Como a escritura mandou
Mil novecentos e doze
O ato se confirmou
Querido pastor John Lipke
O batismo oficializou

No campo missionário
O seu trabalho primeiro
Substituir o irmão Leopoldo
Naquele campo era obreiro
Oficio que jamais deixou
E não o fez por dinheiro

Vertente do Lero e Brejinho
Rafael e Santa Maria
Pau Santo, Belo Jardim
Toda região ele percorria
Caruaru, Pombos, Cordeiros
Sobre Deus ele discorria

Entre tantas outras
Mais uma grande emoção
Pelo Pastor Clarence
A sua consagração
A partir de vinte e dois
Ele já era um ancião

Onze anos de ministério
Ótima remuneração
Gozando grandes amizades
Singular consideração
Contudo algo lhe faltava
Dizia seu coração

Comparando então as coisas
Para a causa encontrar
Foi que Deus lhe mostrou
Que caminho então trilhar
A demissão inevitável
A carta foi preparar

É claro que ele contava
Da forma mais resumida
Deus estava lhe dirigindo
Para a benção prometida
Aquela que com certeza
Transformaria sua vida

Sempre lendo a Bíblia
Profeta Joel, Isaías
Crendo que a promessa
Ainda era pra aqueles dias

É claro, em seu coração
Grande era o sentimento
Que a maravilhosa promessa
Cumprisse a qualquer momento

Clamou, suplicou a Deus
Durante aqueles quatro anos
Com certeza o Criador
Sempre tem os Seus planos

Jamais duvidou de Deus
Jamais negou Sua eficiência
Por mais que ele insistisse
Mantinha sua paciência

Em janeiro de trinta e dois
Dia vinte e quatro exatamente
Tomando a Bíblia pra ler
Como fazia habitualmente

Naquele lindo entardecer
Lendo o livro de Atos
Deus cumprindo a promessa
Concretizando tais fatos

Como em outras ocasiões
Numa felicidade total
Um poder foi lhe envolvendo
De uma forma sem igual

Perguntou ao Pai querido
Porém sem precipitar
Se a igreja primitiva
Por que não lhe batizar?

Aquela experiência gloriosa
Sem limite a extensão
Se referindo à carta aos Gálatas
Deus tocava seu coração

Algo sobrenatural
Sentiu naquele momento
E sem que ele percebesse
Já estava no seu aposento

Ajoelhado ao pé da cama
Olhos no firmamento
De repente foi tomado
De um ímpar sentimento

O Deus lá do cenáculo
Ouviu sua oração
E o Espírito Santo de Deus
Encheu seu coração

A história se repete
Em línguas estranhas falou
E ao Pai e ao cordeiro
Glorificações ali prestou

Experiência jamais sentida
Deus lhe proporcionou
O Deus todo poderoso
Com a promessa lhe selou

Aquela virtude gloriosa
Tratou de testemunhar
Jesus batizou a mim
Também pode te batizar

Muitos creram no poder
E as bênçãos de Deus não cessam
Naquele dia surgiu
A Igreja da Promessa

Do Nordeste a São Paulo
E por fim a todo país
O Espírito Santo de Deus
Tem feito um povo feliz

O exterior também recebeu
Essa benção gloriosa
Ao homem tem transformado
De forma maravilhosa

Depois desse tempo todo
Oitenta anos exato
O Deus onipotente
Nos abençoou de fato

Muitas igrejas, muitos crentes
Missionários e Pastores
É claro que nessa vida
Passamos por algumas dores

Dores, lutas, problemas
Porém, sem desanimar
Deus sempre presente
Pronto pra nos amparar

Teve lutas e provações
Cortou mares e deserto
Mas em todas as situações
Deus esteve por perto

Enfrentou frio e calor
Remou muito contra a maré
Mas Deus lhe fez vencedor
Triunfou, rompendo em fé

E a igreja prosseguiu
Grandes valores na lista
O Eterno Deus permitiu
Cresceu o povo promessista

Junilio, Ozi e Otoniel
Miguel , Zé da Costa e Cassiano
Santana Lopes, Rosalvo, Manuel
Ouviram a voz do Soberano

Osvaldo, José, Daniel Oliveira
E o tempo passa depressa
Ela segue pura, santa, ordeira
Essa é a Igreja da Promessa

Novos guerreiros agora
Hermes, Lima e Isaías
Tão fortes como outrora
Valdecir, Jean e Ozias.

E a Igreja segue triunfante
Oitenta anos de amor
Amor e paz abundante
Sob as mãos do Redentor

Pt. José Aparecido de Souza
IAP de Jardim Caiçara, Presidente Prudente-SP

15/01/2013

A História de um Povo

Poesia lembra como Deus fez surgir a IAP e como ele a conduz nos dias de hoje 
27/12/2012

48ª Assembleia Geral

Assista aos sermões da Assembleia que marcou os 80 anos da IAP.
17/12/2012

Bendize minha alma, e não te esqueças…

No final de mais um ano, devemos nos esforçar por lembrar tudo quando Deus fez em nossa vida
12/12/2012

80 anos da Igreja Adventista da Promessa

Acompanhe o vídeo oficial dos 80 anos de IAP em nosso canal oficial no YouTube!