Desafios à vista

O que vamos fazer neste ano, pela propagação do evangelho?

Desafios, quem não gosta? No ano retrasado houve um modismo nas redes sociais, nas quais víamos pessoas serem desafiadas  a fazer o que lhes era pedido pelos amigos on line. Quem não se lembra do “balde de água gelada” e dos vídeos em que se gravava textos da Bíblia? Houve um que a pessoa se deixava fotografar doando sangue e indicava três amigos a fazerem o mesmo. Tirando os desafios de  bizarrices, alguns foram didáticos, instrutivos e até colaborativos nos quesitos sociais e chamaram a atenção de maneira positiva.

É evidente que estamos sendo desafiados por Jesus a ser cooperadores missionários de sua majestosa obra e o que vamos fazer? Como proceder?

Quais desafios você tem em mente para este ano, em relação à propagação do evangelho? A humanidade irá de mal a pior, criminalidade, devassidão carnal, notícias assustadoras, catástrofes naturais e outras dificuldades teremos.

Sinta-se desafiado a melhorar a sua saúde: que tal começar a fazer caminhada, corrida, academia, natação ou outro esporte no qual sua saúde seja melhorada? “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.” (3 João 1:2)

 

Uma vez que sua saúde está bem,  a vida espiritual precisa ser ampliada, melhorada, sedimentada: Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” (Efésios 4:13) Inicie o seu ano bíblico, faça a leitura da Bíblia  em um ano.

Já pensou em fazer uma faculdade? E os que já fizeram, falta ainda a pós-graduação, o mestrado e até o doutorado. É necessário nos qualificarmos na vida cotidiana e trazer os benefícios destas qualificações para a igreja local, os servos de Cristo são desafiados a fazerem o melhor.

Desafio para a juventude: tornem-se jovens fortes na leitura e aplicação das Escrituras Sagradas, ótimos participantes e mediadores nas Escolas Bíblicas sabatinas, íntegros, sinceros e retos no porte cristão. Que sejam cheios da sabedoria divina e que exerçam funções que beneficiem o povo de Deus, tais quais Daniel e os seus companheiros na Babilônia, amem a Igreja de Deus onde congregam .

Desafio os casais cristãos a criarem meios de trazerem outras famílias para somarem conosco, cuidarem bem das suas próprias, vivendo para serem benções, chegando cedo na Escola Bíblica, trazendo seus filhos.

Desafio os músicos a comporem hinos extraídos da Bíblia e que parem de imitar os modismos do momento com seus jargões ou maneira estética de comportamento deste ou daquele cantor(a). Sejam originais e busquem exemplos na Bíblia.

Desafio a liderança local a buscar a perfeição com muito esmero e compromisso nas programações a serem realizadas, que devem objetivar, acima de tudo: Jesus Cristo. O horário de início e término dos trabalhos deve ser observado.

Nós, os pastores locais, também somos desafiados a sermos mais apascentadores, buscando trazer o alimento divino às ovelhas que pastoreamos, extrair das horas devocionais e momento de contrição com Deus mediante a oração disciplinada, leitura e reflexão nas Escrituras Sagradas e jejum. Que Deus se apiede de nós e faça valer a sua Palavra nas nossas vidas, este é o desafio principal.

 

 

Pr. Omar Figueiredo dos Santos é responsável pelas IAPs em Jardim Paineira e Itaquera, na Convenção Paulistana Leste.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: