Dicas da lição 11 – “A idolatria e o dinheiro”

Dicas da lição 11 – “A idolatria e o dinheiro”

A idolatria e o dinheiro

  • Clique AQUI para acessar os slides da lição.
  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

Dicas

  1. Vídeo: Para utilizar no item 1 “Um deus adorado”, passe a classe o vídeo “Os dois senhores – Por amor a Deus ou ao dinheiro”. Nele as pessoas são perguntadas se evangelizariam em troca de ganhar dinheiro. Acesse o vídeo neste link: https://www.youtube.com/watch?v=UJM-lU-BwKE.
  2. Dinâmica: Para ajudar você professor ou professora, na explicação dos tópicos 2 (pág. 70) e 3 (pág. 71), distribua entre seus alunos, alguns assuntos para que eles expliquem de acordo com a lição e com seu conhecimento
    Material: Folha de papel com quadro de palavras; tesoura; e caixa ou sacola.
    Execução: Recorte o quadro abaixo; coloque as palavras na sacola ou caixa e peça que os alunos e alunas retirem o papel e expliquem o assunto. Ajude-os nas conclusões.

    Consumismo

    Is 55:2

     

    Ostentação

    Pv 22:1

     

     

    Ganância

    1 Tm 6:9-10

     

    Avareza

    Lc 12:15

     

    Orgulho

    Pv 11:28; 16:18

     

     

    Autossuficiência

    1 Tm 6:17

     

     

    Babilônia

    Ap 17:5; Ap 18:3; Ap 18:9

     

 

Comentários Adicionais

  1. Um resultado assustador:
    “Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos perguntava às pessoas, ‘O que você faria por dez milhões de dólares?’. O resultado é assustador: 25% abandonariam a família, 25% abandonariam a igreja, 23% se tornariam prostitutos ou prostitutas por uma semana, 16% morariam em qualquer lugar do mundo, 16% abandonariam o marido, a esposa, e 3% colocariam seus próprios filhos para a adoção!! Isso nos mostra como as pessoas estão presas ao dinheiro e à lucratividade”. (TORRATACA, Leandro. Como sobreviver à crise financeira. Mogi das Cruzes: Associação Verdade Bíblica, 2007, p.99).
  2. Deus ou dinheiro: Qual é a sua escolha?
    “Jesus disse aos discípulos: ‘Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro’ (Mateus 6:24 NVI). Na ocasião, estava falando de um espírito materialista que entra na alma e exige nossas energias e dedicação. Paulo diz em Colossenses 3:5 que até a cobiça é idolatria. A Escritura poderia ter também listado qualquer dos outros deuses deste mundo – imagens falsas, tais como Poder, Prazer, Fama ou Status.” (MEHL, Ron. A ternura dos dez mandamentos. 2ª ed. Tradução: Neyd Siqueira. São Paulo: Ed. Quadrangular, 2006, p.52).
  3. Efeito da simplicidade:
    “Um dos efeitos mais profundos da simplicidade interior é um maravilhoso espírito de contentamento, de satisfação. A necessidade de todo aquele esforço e tensão para seguir adiante não existe mais. Entra em ação uma gloriosa indiferença por posição ou bens materiais.” (FOSTER, Richard J. A liberdade da simplicidade: encontrando harmonia num mundo complexo. Tradução: Judson Canto. São Paulo: Vida, 2008, p. 130).
  4. Com ou sem recursos, tanto faz!:
    “Tão profundamente imerso estava o apóstolo Paulo nessa realidade que ele escreveu de uma prisão romana: ‘Aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância’ (Filipenses 4.11). Estar sem recursos ou bem abastecido era indiferente para ele. Fartura e escassez, abundância ou necessidade eram questões secundárias para o pequeno judeu com alma de titã. ‘Tudo posso naquele que me fortalece’ (4.13), e assim ele viveu”. (FOSTER, Richard J. A liberdade da simplicidade: encontrando harmonia num mundo complexo. Tradução: Judson Canto. São Paulo: Vida, 2008, p. 130).
  5. Um viver contente:
    “Viver contente significa que podemos optar por não participar da corrida pelo status, não entrar no ritmo enlouquecedor que lhe é inseparável. Você pode dizer um ‘Não!’ contra a insanidade que canta sem parar: ‘Mais, mais, mais!’. Podemos descansar contentes na graciosa provisão de Deus”. (FOSTER, Richard J. A liberdade da simplicidade: encontrando harmonia num mundo complexo. Tradução: Judson Canto. São Paulo: Vida, 2008, p. 131).