Dicas da Lição 5 – O princípio das dores

Dicas da Lição 5 – O princípio das dores

O princípio das dores

  • Clique AQUI para acessar os slides da lição.
  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

 

COMENTÁRIOS ADICIONAIS

  1. Almas debaixo do altar:
    “João vê as almas dos mártires debaixo do altar, mas isto nada tem a ver com o estado intermediário dos mortos e sua situação naquele momento; é só uma maneira vívida de mostrar que eles foram martirizados pelo nome do seu Deus.” (LADD, George Eldon. Apocalipse: introdução e comentário. Tradução de Hans Udo Fuchs. São Paulo: Vida Nova e Mundo Cristão, 1980, p.78).
  2. Cristo Cavaleiro:
    “O primeiro cavaleiro era branco; e seu cavaleiro segurava um arco, recebeu uma coroa e ‘cavalgava como vencedor determinado a vencer’. Por fazer parte de uma série de cavaleiros apocalípticos, muitos comentaristas concluem que ele também simboliza desastre – no caso dele, conquista militar. Mas em todo Apocalipse o branco simboliza justiça; coroas e vitórias pertencem a Cristo; e em 19.11-15 o cavalo branco é chamado ‘Fiel e Verdadeiro’, ‘a Palavra de Deus’ e até ‘Rei dos reis e Senhor dos senhores’. Assim, estamos certos que, antes de outros cavaleiros disseminarem os horrores da guerra, fome e morte, Cristo cavalga primeiro como o cabeça da cavalgada, decidido a ganhar as nações pelo evangelho.” (STOTT, John. O incomparável Cristo. Tradução de Lucy Hiromi Kono Yamakami. São Paulo: ABU, 2006, pp.200-201).
  3. Os 144 mil:
    “Sendo assim, os cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos de Israel simbolizam a igreja, que é selada para passar pela grande tribulação. A lista apresentada por João dos selados de cada tribo, nos versículos de 5 a 8, possui algumas irregularidades. A tribo de Dã não aparece e a tribo de José, por sua vez, aparece duas vezes, já que Manassés é seu filho. “Até hoje não foi apresentada nenhuma explicação satisfatória para esta lista de nomes irregular, a não ser esta: que João queria dizer que as doze tribos não são o Israel literal, mas o Israel verdadeiro, espiritual – a igreja”. (ROCHA, Alan (org.). O Apocalipse: escreva, pois, as coisas que você viu, tanto as presentes como as que estão por vir. São Paulo: GEVC, 2014, p.64).
  4. Os 144 mil e a Grande Multidão:
    “(…) nos versículos de 1 a 8, temos uma visão dos crentes, no limiar da grande tribulação (os 144 mil), sendo selados para serem protegidos da ira de Deus, que se derramará sobre o mundo; este é o primeiro quadro. O segundo quadro vai dos versículos 9 a 17, em que vemos esse mesmo grupo, depois de ter passado pela tribulação, já na eternidade, com Deus.” (Ibidem, pp.65-66).

VÍDEO

No 1º tópico da lição, reproduza o vídeo a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=d7Qp91JfSbk.

Este vídeo servirá tanto para a introdução, como para iniciar o primeiro tópico.

Mural de Notícias: Busque na internet algumas notícias de catástrofes naturais e imagens de Guerras: Tsunami de 2004, Terremoto no Chile, Chuvas e deslizamentos no Rio de Janeiro, Guerra na Síria, perseguição aos Cristãos, entre outras… Distribua as notícias para os alunos e pergunte “o que há em comum nas notícias?”. Conforme a discussão das notícias cole as reportagens em um quadro para que todos visualizem. A discussão deve ser direcionada para a conclusão de que as Escrituras já haviam nos alertado disso. A dica é procurar notícias recentes, da última década (pelo menos 4) e notícias antigas (pelo menos duas) para explicitar que estes sinais não acontecem somente hoje, mas com o passar do tempo eles estão se intensificando.

 

Perseguição aos Cristãos: Isso existe no Brasil?

Revista IstoÉ

Fonte: Disponível em: http://www.istoe.com.br/reportagens/168132_CRISTAOS+PERSEGUIDOS

Ver reportagem AQUI.
Envie para os alunos o texto disponível no link acima (http://www.istoe.com.br/reportagens/168132_CRISTAOS+PERSEGUIDOS) e discuta com a Classe; Mesmo com a “Liberdade Religiosa” Existe Perseguição religiosa no Brasil? Cite exemplos de formas de Perseguição. Você já sofreu preconceito religioso? O que devemos fazer frente a essa perseguição? Por fim, desafie seus alunos a fazerem uma semana de oração em prol dos Cristãos perseguidos em todo o mundo, no intuito de nos mantermos perseverantes e esperançosos quanto à volta de Jesus!

Uma ótima aula para todos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: