Dicas da Lição 6 – “A igreja envia missionários”

Dicas da Lição 6 – “A igreja envia missionários”

A igreja envia missionários

  • Clique AQUI para acessar os slides da lição.
  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

 

Dicas

1. Pesquisa: Peça que seus alunos durante a semana, façam duas pesquisas. A primeira é entrar em contato com algum missionário estrangeiro, o alguém que conheça que já teve uma experiência transcultural de missão, para falarem sobre esta experiência;
A segunda, é que pesquisem quais campos estão mais “descobertos” sem a presença cristã (coloque os países em oração). Utilize para estas pesquisas os sites: Junta de Missão da IAP, Missão Portas Abertas. (Você pode utilizar estas pesquisas nos itens 1 e 2).

2. Vídeo: No vídeo “A Diferença Entre Missão Local e Missão Estrangeira – DVD: Alegrem-se os Povos” John Piper, mostra a diferença entre missão local e estrangeira, bem como os sofrimentos de Paulo, para cumprir sua tarefa. Você pode utilizar o vídeo nos itens 2 e 3. Acesse o link: https://www.youtube.com/watch?v=_S8IvKcaVGg

3. Tabela de prioridades: Imprima a tabela abaixo e distribua entre seus alunos. Incentive-os a ter os itens como prioridades e metas na vida de cada um. Pergunte, quando podem começar estas propostos e etc.

Tabela de prioridades

1. Programe sua vida devocional.

2. Estabeleça seus horários de oração e dias específicos para jejuar.

3. Em suas orações, peça a Deus dons espirituais com os quais você possa servir melhor no reino.

4. Convidar um amigo na fé para ministrar um estudo bíblico

5. Contribuir financeiramente com algum projeto missionário da igreja. Lembre-se: você é um missionário.

Comentários Adicionais

  1. Missão planejada: “A primeira viagem missionária descreve o primeiro ato planejado de ‘missão estrangeira’ por representantes de uma igreja específica, e não por indivíduos isolados. E se iniciou por uma decisão deliberada da igreja, inspirada pelo Espírito Santo, e não tanto por causa da perseguição aos cristãos.” (LOPES, Hernandes Dias. Atos: a ação do Espírito na vida da igreja. São Paulo: Hagnos, 2012, p.254).
  2. Sintonia: “O Espírito Santo não age à parte da igreja, mas em sintonia com ela. É a igreja que jejua e ora. É a igreja que impõe as mãos e despede, mas é o Espírito quem envia os missionários. Assim, os missionários exercem seu ministério pelo Espírito Santo. Foi o próprio Espírito que enviou os missionários para o campo de trabalho (At 13.3,4).” (Ibidem, p.255).
  3. Espírito missionário: “O falecido Henry Martyn, missionário na Índia e na Pérsia, disse certa vez: ‘O Espírito de Cristo é o espírito de missões, e quanto mais nos aproximamos de Cristo, mais intensamente missionários devemos nos tornar’. Paulo (Saulo) e Barnabé tiveram essa experiência ao ministrar em Antioquia e ao ser chamados pelo Espírito para levar o evangelho ao mundo romano.” (WIERSBE, Warren W. Comentário bíblico expositivo: Novo Testamento. Vol. 1. Tradução de Susana E. Klassen. Santo André: Geográfica, 2010, p.591).
  4. O Espírito, as igrejas locais e missão: “Faz parte do ministério do Espírito Santo, trabalhando por meio da igreja local, preparar e chamar cristãos para ir a outras partes e servir. As juntas missionárias de hoje são apenas ‘agencias’ que enviam os obreiros e agilizam o trabalho autorizado pela igreja local.” (Idem).
  5. Glorificar o Deus missionário: “A igreja que os enviou havia-lhes encomendado à graça de Deus para sua obra ([At] 14:26), e, voltando, eles relataram ‘quantas coisas fizera Deus com eles, e como abrira aos gentios a porta da fé’ (14:27). É verdade que ele tinha feito o trabalho ‘com eles’, em cooperação ou sociedade com eles, mas ele o fez, e eles lhe deram todo o crédito. A graça viera dele; a glória precisava ser dada a ele.” (STOTT, John R. W. A mensagem de Atos: até os confins da terra. 2 ed. Tradução de Marcos André Hediger. São Paulo: ABU, 2008, p.267).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: