Dicas da Lição 7 – “A restauração da santidade”

Dicas da Lição 7 – “A restauração da santidade”

A restauração da santidade

  • Clique AQUI para acessar os slides da lição.
  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

 

Dicas

  • Vídeo: Para o item 1, exiba em classe o seguinte vídeo “Não Vos Prendais a Jugo Desigual”, neste link: https://www.youtube.com/watch?v=3esGm3_qJ8c. Neste vídeo, a opinião de um importante teólogo inglês do século 20 chamado Arthur W. Pink, que fala sobre o significado e a aplicação da expressão do “jugo desigual” que aparece na lição desta semana.
  • Dinâmica: Faça uma dinâmica que abrange todo conteúdo da lição, enfatizando o tema da santidade. A ideia é explicar ao aluno (a) como se dá o processo de santificação na vida dos salvos em Cristo. Escolha o momento que desejar para aplicar esta atividade. (duração de 5 a 10 minutos)

    Material
    Para realizar esta dinâmica você precisará dos seguintes objetos:
    Jarra transparente;
    10 copos descartáveis;
    Papel;
    Caneta;
    Fita adesiva;
    Copo pequeno (transparente e cheio de café);
    Bacia rasa;
    Bandeja.

    Procedimento
    -Copo transparente de café
    Para ilustrar o processo de santificação, comece a dinâmica apresentando o copo pequeno, transparente, cheio de café. Fale que ele representa o pecado que atuou como “senhor” no coração da pessoa até o momento que em que recebeu o Senhor Jesus.-Café dentro da jarra vazia
    Derrame o café dentro da jarra vazia e fale sobre o estrago que o pecado faz na vida da pessoa. Continue explicando que, após a salvação, o Espírito Santo começa o processo no homem interior.-Bandeja com vários copos descartáveis
    Apresente uma bandeja com vários copos descartáveis cheios de água cristalina, simbolizando o Espírito Santo. Nos copos, estarão escritos por fora, as ações que só podem ser realizadas com a participação do Espírito Santo. Exemplos:
    Oração, ler a Bíblia, viver em comunhão com os irmãos, obedecer a voz de Deus, perdoar o próximo, amar o próximo, fazer a vontade de Deus, confiar em Deus, falar sempre a verdade, ser cheio do Espírito santo. etc.-Jarra dentro da bacia rasa
    Peça que os alunos (as) observem a bandeja e fiquem atentos. Conforme a solicitação do professor, cada aluno (a) deve se levantar e derramar um copo de água cristalina dentro da jarra. Quando esta já estiver cheia, coloque-a dentro da bacia para não vazar e continue a dinâmica até a água transbordar e sua cor se tornar clara. Encerre dizendo que só tem uma vida santa aquele cristão cheio do Espírito Santo. Nele, as obras da carne e o pecado desaparecem até o fim de sua vida.(Dinâmica de: http://ebdcriativa.blogspot.com.br/2010/09/dinamica-santificacao.html)

 

Comentários Adicionais

  1. Jugo desigual:
    “Ele [Paulo] se baseia [2Co] 6.14 (‘jugo desigual’) em Deuteronômio 22.10 (cf. Lv 19.19) que pode ter sido o propósito de reforçar a proibição da lei do casamento inter-religioso (cf. Dt 7.3; Ed 9.12; Ne 13.25). Ausência de harmonia entre o sábio e o estulto, justo e iníquo, e entre Israel e os gentios tinha valor central no pensamento judaico e veterotestamentário. Os judeus muito religiosos podiam trabalhar juntos, porém, os mais religiosos e os menos religiosos impunham alguns limites.” (KEENER, Craig S. Comentário bíblico Atos: Novo Testamento. Tradução de José Gabriel Said. Belo Horizonte: Atos, 2004, p.522).
  2. Nada de ídolos no templo!:
    “[sobre 2Co 6.16,17] (…) A lei judaica proibia negociar com os gentios durante festivais pagãos ou em qualquer outra circunstância que fosse associada a idolatria. O povo judeu não procurava interferir nos templos pagãos. Contudo, quando um imperador planejou introduzir um ídolo no templo de Jerusalém, menos de duas décadas antes que Paulo escrevesse 2 Coríntios, o povo judeu já estava pronto para revoltar-se contra isso, não o permitiria.” (Idem).
  3. Cristãos se perdendo:
    “Quem são as pessoas que levam os cristãos a se perderem? Os pagãos que convidavam os coríntios a refeições nos templos pagãos eram adoradores de ídolos. Assim como comer à mesa do Senhor é participar do Senhor, assim também comer à mesa de um ídolo é participar de uma religião falsa. Esse comportamento é uma afronta ao Senhor.” (KISTEMAKER, Simon. 2 Coríntios. Tradução: Helen Hope Gordon da Silva. São Paulo: Cultura Cristã, 2004, p.321).
  4. Estilo de vida diferente:
    “[Paulo] Ele diz que o crente não tem parte na vida do incrédulo. Com essas palavras ele não esta dizendo que crentes não podem ter contato nenhum com os incrédulos, pois então os crentes teriam de sair do mundo (1Co 5.10). Ele instrui os crentes a não compartilharem do estilo de vida dos incrédulos .” (Ibidem, p.324).
  5. Não se contaminar:
    “Para os israelitas do Antigo Testamento, tocar um cadáver ou ter qualquer contato com o fluxo de uma ferida inflamada provocava a contaminação. É evidente que o cristão de hoje não se contamina espiritualmente pelo toque, mas o princípio é o mesmo. Não devemos nos associar com o que pode comprometer nosso testemunho ou nos levar à desobediência.” (WIERSBE, Warren. W. Comentário bíblico expositivo: Novo Testamento. Vol. 1. Tradução: Susana E. Klassen. Santo André: Geográfica editora, 2006, pp. 853-854).
%d blogueiros gostam disto: