Dicas da lição 9 – “A felicidade e o dinheiro”

Dicas da lição 9 – “A felicidade e o dinheiro”

A felicidade e o dinheiro

  • Clique AQUI para acessar os slides da lição.
  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

Dicas

  • Para o início da lição, divida sua classe em duplas e distribua uma folha de papel para cada uma delas. A seguir, peça que cada dupla responda à seguinte pergunta: “Para você, o que significa ser próspero?”, escrevendo sua resposta na folha de sulfite. Dê a oportunidade para que eles debatam sobre as respostas e relacione com o primeiro tópico da lição deste sábado: o que a Bíblia nos ensina a respeito do que é a verdadeira prosperidade. Compare a definição bíblica com a resposta dos seus alunos.
  • Para finalizar o primeiro tópico da lição, peça que seus alunos assistam o seguinte vídeo do pastor Hernandes Dias Lopes, disponível no You Tube: https://www.youtube.com/watch?v=Fr0sUqxulFE. O título do vídeo é: Prosperidade e Riqueza. Depois de assistirem, diga para seus alunos que debatam sobre o que aprenderam no que concerne à relação existente entre prosperidade e felicidade. A verdadeira prosperidade não consiste no que possuímos, mas sim, em termos a presença de Cristo em nossas vidas.
  • Para finalizar a lição, faça a seguinte dinâmica: antes da aula, separe uma caixa (pode ser de sapatos), a cubra e escreva na tampa: CAIXA DA FELICIDADE. Dentro da caixa coloque um papel com a seguinte frase: “A felicidade baseia-se no nosso relacionamento com Deus e envolve contentamento na vida”.
    No final da aula, mostre a caixa para sua sala e diga que nela está o segredo para a verdadeira felicidade. Depois disso, peça para que os alunos falem sobre momentos que eles se sentiram mais felizes e escrevam tais momentos em tiras de papel ofício. Anexe tais frases e/ou palavras na tampa da caixa (parte exterior).
    Feito isso, pergunte à sua classe: estes momentos de felicidade que vocês escreveram podem ser classificados de que forma: eles são do aspecto material ou espiritual? Permita que seus alunos respondam. Após a resposta deles, abra a Caixa da Felicidade e peça para que um de seus alunos leia a resposta. A partir da frase que estava dentro da caixa, finalize a lição enfatizando a importância do nosso relacionamento com Deus e a sua relação com a prosperidade bíblica.
  • No Desafio da Semana, incentive seus alunos a buscarem a felicidade através de um relacionamento íntimo e sincero com Deus. Peça que eles se comprometam a aprofundarem a comunhão com o Senhor por meio da leitura Bíblia e da oração todos os dias. Finalmente, incentive cada um de seus alunos a praticarem a leitura da Palavra de Deus e a oração, pois somente dessa forma, podemos encontrar a verdadeira felicidade e prosperidade.

Comentários Adicionais

  1. O significado de prosperidade:
    “Uma das palavras hebraicas traduzidas por prosperidade é tsãlêah, que tem o sentido de alcançar satisfatoriamente aquilo que se pretende. De acordo com o Antigo Testamento, isso só acontece de maneira plena e verdadeira, mesmo diante de infortúnios, na vida daquele que busca a Deus de todo o coração (2 Cr 31:21; Js 1:8; Sl 1:3). No Novo Testamento, temos a palavra grega eudoo, que, em algumas Bíblias, foi traduzida por “prosperidade”, em 1 Co 16:2. Noutras, a ideia é de “renda”. Essa mesma palavra aparece duas vezes em 3 Jo 2. Lá, o sentido é abrangente. Ela é aplicada a todas as áreas da vida. O desejo de João é para que tudo corra bem na vida de Gaio.” (A verdadeira prosperidade. São Paulo: GEVC, 2013, pp.9-10).
  2. Paz é shalom:
    “Em nossas Bíblias, o termo shalom normalmente é traduzido como ‘paz’, contudo seu significado é bem mais profundo. Shalom significa reconciliação completa, um estado de total florescimento em cada dimensão – física, emocional, social e espiritual – porque os relacionamentos são corretos, perfeitos e repletos de alegria.” (KELLER, Timothy. Justiça generosa: a graça de Deus e a justiça social. Tradução: Eulália Pacheco Kregness. São Paulo: Vida Nova, 2013, p.180).
  3. A felicidade e a dependência de Deus:
    “Quando esse conceito é entendido: ‘Eu sou alguém que sou sustentado por Deus, eu dependo de Deus para viver, não dos meus recursos financeiros’, quando isso é compreendido, então nós somos felizes. A felicidade é, portanto, um patrimônio interior que independe das circunstancias.” (TORRATACA, Leandro. Como sobreviver à crise financeira. Mogi das Cruzes: Associação Verdade Bíblica, 2007, p.26).
  4. A felicidade e a insatisfação:
    “Precisamos entender que dinheiro nunca é demais, as pessoas nunca vão estar satisfeitas com o dinheiro; existem forças humanas e espirituais dizendo que para ser feliz você precisa ter um pouquinho mais… Então passamos a viver uma vida de insatisfação porque acreditamos que a felicidade surgirá quando formos detentores deste ou daquele objeto de desejo. Mas essa não é a verdade”. (TORRATACA, Leandro. Como sobreviver à crise financeira. Mogi das Cruzes: Associação Verdade Bíblica, 2007, p.22).
  5. A felicidade e a piedade:
    “A pessoa realmente piedosa não se interessa por enriquecer. Ela possui recursos interiores que lhe proporcionam riquezas muito maiores que as que a terra pode oferecer. Por isso, com respeito a essa vida genuinamente piedosa, Paulo continua: E ela é um grande lucro, a saber, a [prática da] piedade com suficiência da alma. Esta é a vida de verdadeira devoção a Deus”. (HENDRIKSEN, William. Comentário do Novo Testamento: 1 Timóteo, 2 Timóteo e Tito. Tradução: Valter Graciano Martins. São Paulo: Cultura Cristã, 2001, p.247).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.