Dubsmash

A nova sensação das redes sociais é o Dubsmash, um aplicativo em que as pessoas dublam trechos de músicas, frases e publicam nas redes sociais. Esse aplicativo permite a gravação de um vídeo com câmera frontal do celular, usando o áudio de alguma canção, alguma cena famosa, alguma frase. Com uma infinidade de sons que estão divididos em categorias e também com a possibilidade de incluir um áudio que a própria pessoa tenha gravado, ela faz o vídeo e insere a música que escolheu, ainda com a opção de colocar figuras etc. Como já se encontra a versão traduzida para português, a facilidade de acesso é rápida.

Muitos anos atrás, um homem chamado Paulo enviou uma carta aos irmãos da igreja de Corinto e falava claramente: “Sede meus imitadores como eu também sou de Cristo” (I Cor 11.1). É óbvio que não havia todas essas tecnologias naquela época, a cultura era outra, os tempos eram outros, mas a imitação era para ser de Cristo. Com toda certeza, havia pessoas que faziam shows, que alegravam os reis, que faziam a corte dar risadas, gargalhadas, pessoas que imitavam os nobres e a plebe. Mas Paulo não cita nenhuma dessas pessoas, não cita os famosos, não cita porque imitar é fazer algo que não lhe é próprio, veio de outra pessoa.

Paulo se refere à uma pessoa em que há a única possibilidade de se imitar por não haver maldade, por não haver mal pensamento, por não querer se exibir,  por não querer passar os outros para trás, por ser servo, por ser puro, por ser santo. Como as pessoas curtem, compartilham e seguem facilmente uma pessoa, às vezes até sem saber o que ela pensa ou faz! Ou até sabem o tipo de vida que ela leva, conhecem suas músicas ou dança, fazendo apologia ao crime, ao sexo, às drogas, mas, porque achamos engraçado, compartilhamos! Será que vale a pena imitar essa pessoa?

A Bíblia têm muitos aplicativos e mas não os divulgamos em nossas redes sociais. Aquele que eu realmente devo imitar, por ser cristão, é Cristo (Jo 13.15). Como nova criatura, minha fé precisa influenciar meu comportamento, porque o novo nascimento envolve algo mais profundo, envolve meu interior e a superação das “coisas velhas”.

O aplicativo Dubsmash já foi baixado por mais de 20 milhões de usuários em 192 países. Enquanto isso, temos de ser conscientes de que a proclamação do evangelho não pode parar. Alcance seu amigo, seu vizinho, sua família. Apenas imite a Cristo.

Dá. Nelson Leal é Secretário do Departamento Assistencial da Convenção Paulista

%d blogueiros gostam disto: