Em quem se pode mirar

Em quem se pode mirar

“Em todo o tempo sejam alvas as tuas vestes, e nunca falte óleo sobre a tua cabeça.” (Ec 9:8)

Uma característica marcante no comportamento humano é a imitação de modelos. O pai é o herói da criança; o jovem famoso, a referência do adolescente; e o idoso bem-sucedido pode ser o sonho de realização do adulto. Essa é uma tendência natural que o ciclo da existência nos impõe, independentemente de lugar e da condição social, em qualquer área da vida.

Na esfera espiritual, não é diferente. Jesus disse que quem não receber o reino de Deus como menino, de modo nenhum entrará nele (Mc 10:15). Percebemos, na advertência do Senhor, uma inversão de foco etário (adulto visando à criança), mas a “ideia” presente é a mesma: copiar alguém. Paulo, antes perseguidor de Cristo, recomenda: Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo (I Co 11:1). Com Timóteo, ele é enfático: “… sê o exemplo dos fiéis” (I Tm 4:12).

Até que ponto a conduta de um pastor pode influenciar suas ovelhas? Como crentes, somos o sal da terra e a luz do mundo. Como pastores, mais do que isso: sacerdotes, despenseiros, ungidos, homens de Deus, pessoas que não se pertencem, consagradas ao Senhor, pessoas comuns, mas chamadas para fazer algo diferente, em quem os outros podem se espelhar. Mesmo decorridos 24 anos do chamado de Abraão (Gn 12:1-9), o Senhor lhe aparece e diz: “Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda na minha presença, e sê perfeito (Gn 17:1)”. Isso é o que ele requer daqueles que foram separados para servi-lo, a favor da sua igreja: “Sede santos, porque eu sou santo” (I Pe 1:16).

A sociedade passa pela crise de modelo. É difícil, por exemplo, encontrar alguém como Zaqueu, um chefe dos publicanos que fez algo inusitado (subiu em uma árvore) para ver quem “veio buscar e salvar o que se havia perdido” (Lc 19:10). Entre nós, porém, requer-se a presença constante de valores que sejam notados e recomendados: abnegação, sinceridade, compromisso com Deus, credibilidade.

Por fim, temos as exortações do apóstolo Paulo aos anciãos de Éfeso e ao seu verdadeiro filho na fé: “Olhai por vós, e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com o seu próprio sangue” (At 20:28). “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina, persevera nestas coisas; porque fazendo isto salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” (I Tm 4:16).

Pr. Elias Pitombeira de Toledo reside em Londres (Inglaterra) e integra a equipe do Departamento Ministerial.
Texto publicado originalmente no Boletim Informativo Ministerial, ano 2008 – nº1

%d blogueiros gostam disto: