Ensinar a criança deve ser prioridade

 A falta de tempo, o cansaço ou a correria do dia-a-dia não podem ser desculpas para que não investirmos tempo na educação de nossos filhos

Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” (Provérbios 22.6).

 

A educação é um direito de cada criança e de cada adolescente, direito assegurado pelo Estado. Mas a tarefa de educar não pertence somente à escola, sendo que os principais responsáveis pela educação dos filhos são os pais. Nós, como pais, somos desafiados diariamente a cumprir a tarefa de educar nossos pequenos conforme a vontade de Deus. Dessa maneira, uma pergunta importante relacionada a essa questão é: será que temos educado os nossos filhos conforme a vontade do Senhor? Ou será que tentamos transferir esta responsabilidade para a escola ou mesmo para a Igreja? Não podemos nos esquecer de que a responsabilidade de educar os filhos pertence aos pais.

O versículo 6 de Provérbios 22 aborda justamente a importância da educação. Com relação a esses versículos podemos fazer a seguinte pergunta: O que devemos fazer? A resposta é ensinar. Algumas versões bíblicas utilizam a palavra “instrui” ou “eduque”. É interessante observar que todos esses termos estão relacionados ao ensino, seja ele por meio da conversa e do diálogo, ou seja por meio do exemplo. Devo mostrar a ele que a vontade de Deus para sua vida é paz, perdão e salvação.

A segunda pergunta que este versículo responde é: quem devo ensinar? O verso 6 mais uma vez esclarece esta questão: a criança. É verdade que os pais sempre vão se preocupar e estar prontos a ajudar seus filhos, até mesmo quando eles crescem e tornam-se adultos, no entanto é fundamental que nós, como pais, nos dediquemos à educação de nossos filhos enquanto eles ainda são crianças. Não podemos nos esquecer de que são os primeiros anos de vida que vão formar o caráter de uma criança. Por isso invistamos na educação de nossos pequeninos! A falta de tempo, ou o cansaço, ou a correria do dia-a-dia não podem ser desculpas para que eu não invista meu tempo na educação dos meus filhos.

Outra pergunta importante que este versículo responde é: o que devemos ensinar?Devemos ensinar a criança no caminho em que ela deve andar. Não simplesmente a educação secular, mas Provérbios 22. 6 enfatiza a necessidade de se educar a criança com princípios que irão nortear sua infância, sua adolescência e, principalmente, sua vida adulta. E onde nós podemos encontrar esses princípios? Na Palavra de Deus.

Já dizia um educador que criar filhos é quase uma arte. Não existem fórmulas mágicas, regras universais e nem receitas perfeitas para a educação de filhos. No entanto, a Bíblia Sagrada nos apresentar princípios que muito podem nos ajudar nessa tarefa tão complexa, mas tão prazerosa, que é educar os nossos pequenos no caminho em que eles devem andar. Essa educação precisa impor limites e deve ser marcada pela compreensão e pelo diálogo. Mas principalmente a educação de nossos filhos deve ser bíblica, coerente e equilibrada, proporcionando, dessa maneira, uma formação, cujo objetivo maior é conhecer ao Senhor Jesus Cristo e convidá-lo para que ele seja o Senhor e Salvador da vida de nossos filhos. Além disso, tal formação deve conduzir os nosso pequeninos a terem um compromisso verdadeiro com Jesus, com sua Palavra e com o seu Reino.

Por fim, a última pergunta que Provérbios 22: 6 responde é: por que devo educar?.Para que durante o seu crescimento, sua vida adulta e ainda quando for velho, não se desvie dele. Ou seja, é imprescindível que eduquemos nossos filhos para que, quando eles tiverem vivendo a vida adulta e mesmo na sua velhice, possam se lembrar dos princípios bíblicos ensinados pelos pais em sua infância e praticá-los em todos os momentos de sua vida. Dessa maneira, eles andarão conforme a vontade de Deus, cumprirão os projetos do Senhor e serão bem-aventurados em tudo o que fizerem.

Que o Senhor conceda sabedoria a cada um de nós para que possamos educar a criança no caminho bíblico em que ela deve andar, pois  ainda que ela passe por dificuldades ou situações boas na sua vida de adulto e em sua velhice, nunca se desviará dele.

 

Dsa. Cláudia dos Santos Duarte congrega na IAP em Votuporanga (SP) e é diretora do Dijap da Convenção Noroeste Paulista.

%d blogueiros gostam disto: