Filhos ou bastardos?

Jesus continua nos perguntando se queremos abandoná-lo

 

Em João 6.60-71, vemos que o discurso de Jesus havia causado rupturas, rompimento, abandono. A pregação de Jesus foi sobre sua carne oferecida, seu sangue derramado, sua ressurreição. Foi muito clara e profunda, foi além da superficialidade natural humana.

Houve murmuração, alguns diziam que era impossível ouvir algo assim e continuar na comunhão. Em vez de rebater as acusações a seu respeito ou  defender-se, Jesus da sua subida aos céus, do seu retorno à essência divina. Jesus diz: “a carne para nada aproveita” (v. 63) e revela que alguns não eram verdadeiros discípulos, mas eram bastardos. Estes foram incomodados pela Palavra verdadeira proferida.

Eles também faziam oposição à causa de Jesus, queriam ganhar o bônus do “Império Romano”, se dar bem de imediato. Como? Achando defeitos em sua fala e atitudes, pois encontrar defeitos em alguém não é tarefa difícil, não é mesmo?

Mas podemos refletir: o que nos faz acreditar que somos filhos de Deus, não bastardos?

A resposta imediata é a certeza e a manutenção da Revelação Bíblica que nos foi dada.

Enfraquecer ou tornar sem sentido a revelação divina doutrinária que nos foi dada por Jesus está entre os objetivos principais do adversário de Deus. “…E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens.” (Ap 13.13) “… apostatarão alguns da fé,dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrina de demônios.” (I Tm 4.1).

Qualquer igreja serve? Deus é o mesmo?

Alguns dizem: “pastor, o importante é onde o fogo cai. Lá tem profecia direto. O pastor faz coisas incríveis!”. Cuidado! Se você tem pensado assim, lembre-se de uma coisa: você só é filho de Deus porque aprouve Deus te revelar.

A pergunta de Jesus continua válida: vocês também me querem abandonar (v. 67)? Podemos responder como Pedro? “Senhor, para onde iríamos? Só o Senhor tem as palavras de vida eterna.” (v. 68-69) Mantenha o que Deus te revelou mediante a sua Palavra, não abaixe a guarda doutrinária.

Pr. Omar Figueiredo dos Santos é responsável pelas IAPs em Jardim Paineira e Itaquera, na Convenção Paulistana Leste.

 

%d blogueiros gostam disto: