Graça Fan Fest

O dia em que o “Árbitro do Universo” declarará finalizada a partida da história humana e levará os seus para uma nova terra

A quinta-feira, dia 12 de junho de 2014, foi um dia inesquecível. Nem tanto pelo Dia dos Namorados, que foi timidamente comemorado, mas pelo início da Copa no Brasil. Apesar de alguns protestos, em algumas das cidades sede dos jogos, o que serviu como um ponto de lembrança para não esquecermos dos problemas do país e ficarmos alienados com o “efeito Copa”, de fato o clima era de festa.

Em São Paulo, onde se deu o “ponta pé inicial da Copa”, era feriado. Cara de domingo. Pouco a pouco, a população ia se envolvendo com o clima da grande paixão nacional: o futebol.  Bandeiras, cornetas, camisas verde-e-amarela e amigos reunidos faziam a festa.

Na Arena Corinthians, viu-se uma abertura simples, aquelas dignas de Copa do Mundo, afinal, aberturas apoteóticas são as de Olimpíadas.  O que se viu foram vaias à nossa Presidenta, que ficou ali escondidinha, mas não despercebida. Nos arredores do estádio, irmãos de Igrejas Adventistas da Promessa, da Convenção Paulistana Leste e Geral, fazendo uma “Grande Jogada” na distribuição de livros evangelísticos, abrilhantavam a festa ainda mais.

A “Grande Jogada” também aconteceu no Vale do Anhangabaú, onde outros cristãos promessistas espalhavam a Boa Nova em meio aquele clima de festa. Gente de todo lugar do mundo. Eram mexicanos, argelinos, alemães, colombianos, croatas e, claro, muitos estrangeiros que já fazem parte do cenário cotidiano de São Paulo: bolivianos e africanos que, aliados aos brasileiros, faziam a festa acontecer.

No palco, um telão gigante para todos verem o jogo de abertura da Copa, entre Brasil e Croácia. Uma partida emocionante. Desde o hino nacional brasileiro até o apito final, com todos os gols feito por brasileiros, até o da Croácia, pelo nosso zagueiro Marcelo. Sem falar no pênalti que não existiu, mas que garantiu um gol a mais para o Brasil. No fim, o resultado de 3 para o Brasil (com gols de Neymar e Oscar) e 1 para a Croácia.

Mas além da felicidade pela vitória, o que me chamou a atenção no Anhangabaú foi o “mundaréu” de gente. Uma fatia do mundo reunida ali: por uma felicidade passageira e com momentos repentinos em suas vidas. Pensei, repentinamente, em outro ajuntamento universal.

Esse não mais repentino e nem com pitadas de felicidade. Agora as nações reunidades para celebrarem a vitória das vitórias, na segunda vinda gloriosa de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Afinal, o “Árbitro do Universo” declarará finalizada a partida da história humana, que dará lugar plenamente à história de Deus. A partir deste momento, no novo céu e na nova terra, não haverá mais tempo cronológico, pois o kronos dará lugar ao kairós, ao tempo de Deus, afinal …a cidade [Nova Jerusalém] não tem necessidade de sol nem de lua para iluminá-Ia, porque a glória de Deus e do Cordeiro a iluminam (Apocalipse 22.23 BV).

No lugar das bebedeiras, das drogas, das comidas contaminadas, quem receber a Cristo em seu coração e viver debaixo de Seu senhorio, irá ver na  festa esplendorosa do Cordeiro a Ceia das Ceias, como o próprio Senhor falou, como nos conta o evangelho de Mateus (8.11): E digo a vocês que muita gente vai chegar do Leste e do Oeste e se sentar à mesa no Reino do Céu com Abraão, Isaque e Jacó.

No lugar da música da Jennifer Lopez, do rapper Pitbull, da Claudia Leite, do Luan Santana e de outros artistas que cantaram no Itaquerão e no Vale do Anhangabaú, a multidão de salvos presentes, pessoas de todas as nações, tribos e línguas (Ap 7.9), cantará …a Canção de Moisés, servo de Deus, e a Canção do Cordeiro. Cantavam assim: “Ó Senhor Deus, Todo-Poderoso, como são grandes e maravilhosas as tuas obras! Rei das nações, como são justos e verdadeiros os teus planos!” (Apocalipse 15.3).

Esse primeiro dia de jogo valeu a pena. Que a Copa continue. Mas que não nos desliguemos do essencial, da Festa que acontecerá para os salvos da vinda de Cristo. Você quer participar da Festa da salvação? Apegue-se a Cristo cada vez mais e convide outros para esse momento eterno, para essa que será a “Graça Fan Fest”.

Andrei C. S. Soares congrega na IAP em Pq. Edu Chaves (São Paulo, SP) e é colaborador do Departamento de Educação Cristã

%d blogueiros gostam disto: