Igreja Adventista da Promessa – 83 anos

24/01 – Muitos motivos para agradecer

Pai, graças te damos por termos sido alcançados por tua Graça.

Fomos atingidos por teu Evangelho, a Boa Nova de Salvação, teu plano para a nossa redenção.

Adoramos ao Senhor que tudo criou, que tudo sustenta, com santo e imenso amor.

Graças te damos pelo assombro que nos causa a contemplação das obras das tuas mãos.

Bendito seja o Senhor, Deus Todo-Poderoso, por sua Revelação, O Senhor se deu a conhecer através da linguagem falada e escrita.

Somos gratos por teus santos profetas: confrontadores, indigestos, esquisitos, mas terrivelmente poderosos ao exporem os estados pútridos e infecciosos do teu povo, pronunciando a demolidora expressão “Assim diz o Senhor!”.

Damos-te graças, Senhor, por eles terem alimentado a esperança do teu povo, anunciando o surgimento do Messias.

Graças te damos porque enviaste teu Santo Filho, Jesus Cristo, a encarnação pessoal da divindade, a expressão verbal de tua mente.

Ele é o nosso Bom Pastor, que nos dá segurança quando andamos por vales ameaçadores e que nos conduz a pastos verdejantes e águas tranquilas.

Tu és digno de louvor, porque nele manifestaste teu amor pela humanidade perdida e corrompida, fazendo-o sofrer na cruz o doloroso castigo que nos trouxe a paz.

O sangue, Senhor, o sangue do Cordeiro, tudo Filho, Jesus Cristo, derramado para nosso resgate e purificador de todo o pecado. Sangue plantado na terra e que demarcou o território do Reino da Luz.

Deus! Como não reconhecer a tua bondade em dar-nos o teu Santo Espírito para continuar a obra da Salvação, glorificando teu Filho, convencendo o mundo do pecado, da justiça e do juízo; guiando teus filhos na Verdade; fazendo-os lembrar dos ensinos da Palavra.

Oh, Deus! Tua Palavra, Senhor! Tua Palavra pura, viva, eficaz, inspirada, proveitosa para ensinar, para apontar nossos erros, para nos corrigir e nos instruir na vida santa.

Nós te exaltamos, Senhor, porque quando o teu juízo se propagou, também se manifestou a tua misericórdia e nós não fomos consumidos.

Graças te damos, por sermos Igreja: povo adquirido, nação santa, chamados para proclamar as virtudes daquele que nos declarou justos e nos fez dignos de participar de uma herança eterna e incorruptível.

Bendito seja o Senhor pela vida dos santos que começaram a obra nova desde o dia de Pentecostes: eles desbravaram o mundo, expondo e sacrificando suas vidas, para que o Evangelho chegasse a nós.

Senhor, a ti damos graças por tuas ações na história, porque sempre estás reavivando tua obra no meio dos tempos e fazendo notórios teus feitos em toda a Terra.

Graças te damos, por teres incomodado homens e mulheres para que zelassem pela integridade da tua Palavra e pela tua santidade entre aqueles que confessam teu nome.

Obrigado, Senhor, pela reforma espiritual, que tirou a Bíblia do cárcere e espalhou a liberdade em Cristo em um mundo que vivia mergulhado nas trevas espirituais.

Louvado sejas o Senhor pelos avivamentos na era moderna, tempos de ebulição da ciência, de relevância da razão em detrimento da fé. A fé prevaleceu e o Evangelho triunfou.

Obrigado, Senhor, por teres feito do Brasil  um lugar de refúgio. Reuniste nesta terra gente de todas as línguas, tribos e nações, iniciando aqui uma grande e poderosa obra.

Graças te damos porque, em 24 de janeiro de 1932, numa pequena cidade no estado de Pernambuco, atentaste para a oração de um homem inquieto, sedento por conhecer mais da tua vontade. Porque fizeste brotar dentro dele um rio de água viva, pois ele creu no teu Filho, segundo a Escritura.

Ó Deus! Respondeste ao seu clamor e derramaste sobre o seu deserto uma torrencial chuva de poder do alto. Mergulhaste aquele galileu na inundação do sobrenatural e o batizaste no Espírito Santo e ele falou mistérios celestiais.

Bendito seja o Senhor que fez dele um agente de salvação, de milagres e de reavivamento.

Obrigado, Senhor, pelo espírito dedicado que ele teve, renunciando à sua comodidade e à convivência familiar para peregrinar pelo Brasil, anunciando uma mensagem bíblica, cristocêntrica e ungida pelo Espírito Santo.

Louvado seja o Senhor que fez dele um missionário simples, sem luxos ou a altivez das celebridades eclesiásticas. Um homem com joelhos calejados; homem de pés cansados de tanto caminhar em busca de vidas tão sedentas quanto ele pelo conhecimento da vontade do Senhor.

Obrigado, Senhor, porque naquele galileu não temos motivações megalomaníacas para transformar o Evangelho de Cristo em um negócio iníquo.

Glórias ao Senhor porque aquele humilde servo dedicou sua vida a fazer da Igreja Adventista da Promessa uma propriedade exclusiva do Senhor Jesus Cristo.

Oh, Deus! Não podemos deixar de te agradecer pela doutrina bíblica que recebemos como fruto das orações e das longas horas de comunhão daquele homem com a tua Palavra.

Obrigado por sermos IGREJA, porque assim sendo temos a Graça, a Bíblia, o Cristo, a Cruz e o Espírito Santo a nos conduzir no caminho da santidade, da justiça e da obediência.

Obrigado, Senhor, por sermos ADVENTISTAS, porque assim sendo nossa esperança não se resume apenas a esta vida. Nós aguardamos a volta de Jesus, novos céus e nova terra, nossa entrada na eternidade, na qual não haverá choro, nem desgraças, tragédias, doenças ou morte, somente a vida eterna com a presença do Cordeiro entre nós.

Bendito sejas, Senhor dos Exércitos, por sermos PROMESSISTAS, porque assim sendo vivemos confiados na obra do Espírito Santo, aquele que nos guia em toda a Verdade, que nos confronta com a Palavra, que nos convence do pecado, que nos aponta a Cruz, o sangue do Cordeiro e o arrependimento, e que nos enche da tua presença para sermos dedicados proclamadores da Grande Salvação, com ousadia e poder; aquele que está preparando a noiva para o encontro com o Cordeiro.

Graças te damos pelo Espírito Santo, pois Ele gerou esta igreja no coração daquele missionário nordestino e está fazendo dela uma igreja comprometida com a santidade e a proclamação do Deus Santo.

Senhor Deus,dá-nos sempre infinitos motivos para exaltar o teu nome, em todos os tempos. Que a nossa e as futuras gerações promessistas sejam marcadas pela tua santidade no presente, mas com os olhos voltados para o passado, contemplando o calvário com o corpo ensanguentado do santo e imaculado Cordeiro, que se entregou por nós, e para o futuro, vendo a glória que irá se manifestar. Pois o Cordeiro que foi morto ressuscitou e agora vive para todo o sempre, e aparecerá nas nuvens dos céus, com poder e grande glória para buscar um povo teu, a saber: os que foram salvos pela tua Graça, os que guardam os mandamentos de Deus, que lavaram as vestiduras no teu sangue, um povo zeloso e de boas obras.

 

Pr. Abimael Canto Melo é secretário da Convenção Oeste Paulista.

 

%d blogueiros gostam disto: