Não ao favoritismo da fé

Para Tiago, essa prática é incompatível com a vida cristã

Meus irmãos, como crentes em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, não façam diferença entre pessoas, tratando-as com favoritismo.” (Tg. 2:1-NVI)

Favoritismo é conceder compensações ou privilégios, por influência, amizade, parentesco, e por que não acrescentar a fé a essa lista? E é exatamente isso que Tiago está combatendo, o favoritismo da fé. Não façam diferença entre pessoas, tratando-as com favoritismo. (Tg.2:1b)

Para o comentarista do NT Wiersbe a questão que Tiago apresenta existe na política, nos negócios, na sociedade e também na igreja.

Mesmo sendo muito comum no mundo, para Tiago essa prática é incompatível com a vida cristã. Aqueles que professam uma fé em Jesus não podem viver uma vida cristã tratando as pessoas com preferências pessoais.

Thompson diz: “A fraternidade não será real e nem bíblica a não ser que todos os membros tenham um papel a desempenhar”. O favoritismo da fé deixará de existir quando todos desempenharem o seu papel, pois a participação é um ato de compartilhar. Para o escritor Ismael esse ato de compartilhar é: “Colocar aquilo que temos e somos a disposição do próximo, conjugando forças num mesmo ideal, envolvendo-se com e pelos outros”.

O que Deus quer de nós é que tenhamos uma fé sem favoritismo, uma fé receptiva e um amor fraternal, pois o amor supera qualquer coisa. Foi o que Jesus ensinou para combater o favoritismo. Para Lucado, o cristão é uma pessoa em quem Cristo está acontecendo . Portanto sua fé tem que ser apartidária, diga não ao favoritismo na fé.

Marcos Ramos de Souza é pastor na IAP e teólogo pela Faculdade Teológica Batista de Brasília.

Referências

SANTOS, Ismael dos. Para que todos sejam um: Em busca da plena unidade do corpo de Cristo, São Paulo, Editora Vida, 1993.
LUCADO, Max, Graça: mais do que merecemos, maior do que imaginamos. Tradução: Leila Kormes. Rio de Janeiro-RJ. Thomas Nelson Brasil 2012.
WIERSBE, Warren W. Comentário Bíblico Expositivo: Novo Testamento: volume II. traduzido por Susana E. Klassen. – Santo André, SP: Geográfica editora, 2006.
THOMPSOM, James. Nossa Vida Juntos, São Paulo-SP, Editora Vida Cristã, 1983.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.