ORAÇÃO – A CHAVE QUE ABRE PORTAS INCONTAVEIS

Em Lucas 11: 9 e 10 lemos: “Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. 10 Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta”. Esses dois versículos são parte da parábola do AMIGO IMPORTUNO. Porque importuno? Porque ele foi à casa de seu amigo a meia noite pedir pães emprestados para oferecer a outro amigo que chegara de viagem em sua casa àquela hora da noite. E há de convir comigo, ter que pedir algo emprestado a alguém já é um inconveniente terrível, ainda mais coisas básicas como pães, e ainda num horário totalmente impróprio, levando em consideração que naquela época, diferente dos nossos dias, nas cidades grandes, eles dormiam bem cedo, a semelhança das pessoas que moravam nos campos onde não tinham energia elétrica e nem aparelhos eletrônicos. Por isso ele foi considerado importuno. Jesus utiliza essa parábola para nos dar uma incrível lição sobre a persistência na oração. No versículo 8 ele diz: “Eu lhes digo: embora ele não se levante para dar-lhe o pão por ser seu amigo, por causa da importunação se levantará e lhe dará tudo o que precisar”. Jesus foi um exemplo em tudo e, sobretudo, quando falamos de oração não ousamos citar outro exemplo, a não ser o Dele. Sua vida e seu ministério foram pautados na oração, e por causa disso, seus discípulos lhes pediram: “… Ensina-nos a orar…” (Lucas 11:1). O detalhe pra nós hoje, é que estamos totalmente convencidos da importância da oração, temos revelado o ensino que os discípulos pediram a Ele, enfrentamos lutas todos os dias, enfermidades e diversas outras aflições e temores por dentro e por fora, mas mesmo assim oramos pouco, encontramos muitas dificuldades para mantermos uma vida de oração que se aproxime um pouco daquilo que o Pai espera de nós. O pastor e escritor Arival Dias Casimiro, citando Martinho Lutero disse que: “A oração é o suor da alma”. Utilizando-se do nosso contexto ultramoderno, podemos dizer que “A oração é uma self da alma”. Quando oramos sinceramente, sondando os nossos corações, descobrimos realmente quem somos e temos mais certeza que não podemos continuar assim. A oração revela quem somos e nos dá a oportunidade de mudarmos. Nunca a nossa oração irar mudar a Deus e suas ações, Ele é imutável, mas quando oramos, mudamos a nós mesmos e aprendemos a viver segundo a vontade de Deus. Nesse momento você, eu, e outras inúmeras pessoas estamos precisando de oração, entre elas o pastor Celson Pereira de Souza da IAP Boliviana que está na UTI do Hospital San Juan de Dios em estado gravíssimo, devido ao acidente sofrido na última segunda-feira, por volta das onze horas da noite. Se una a toda à família promessista e vamos utilizar essa chave (oração), e pedirmos a Deus que abra a porta da restauração completa na vida do pastor Celson, e que de forças e conforto a sua esposa diaconisa Claudete e também a seus três filhos, Lucas, Leticia e Joel, bem como a todos os demais familiares. Em nome de Jesus.

Pastor Magno Batista da Silva

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: