Paz é possível


Briga na empresa, briga na escola, briga em casa, briga no trânsito, briga no clube. Briga no Senado, briga nos países. São muitas brigas! Grandes ou pequenas, leves ou graves, cada uma com sua intensidade e pressão. Brigas cansam, produzem estafa emocional, trituram nossas reservas de esperança, tiram a alegria de viver. Brigas, conflitos e guerras aumentam nossa fome. Fome de paz. Mas será possível conseguirmos paz em meio ao caos das brigas?Sim, é possível!

Os discípulos de Jesus tinham acabado de experimentar a maior derrota de suas vidas. Aquele no qual haviam depositado todas as esperanças acabara de ser morto numa cruz. Fora crucificado como resultado de um dos piores tipos de briga, a religiosa. Em resumo, seus acusadores não aceitavam que Jesus era quem afirmava ser: o Messias Salvador do mundo. Mas ao terceiro dia após sua morte, Ele ressuscitou. Então, sua ressurreição passou a dominar as rodas, os assuntos “e, falando eles destas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco” – Lucas 24.36.

Não importava a tensão política do Império Romano, a frieza sacerdotal judaica na aplicação da lei e a fúria injusta da massa preferindo a liberdade de Barrabás. Não importavam os temores dos apóstolos, a falta de rumo que os assustava. Ele, Jesus Cristo, se apresentou no meio do caos com a mais doce e desejada palavra: paz. Exatamente assim, ele continua se apresentando hoje para todo lar que abre as portas, para todo coração que o recebe, para todos que desistiram e já não encontram mais forças, enfim, ele chega trazendo a verdadeira paz, aquela que, apesar dos conflitos ao redor, nos traz serenidade interior. Faça como os discípulos, creia em Jesus e creia em sua ressurreição, ele surgirá no seu coração dizendo: “Paz seja contigo!”

%d blogueiros gostam disto: