Prontos para a segunda milha

O cansaço e o desânimo não podem nos vencer, se estamos em Cristo

Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas. (Mateus 5:41)

Como estão seu ânimo e sua disposição? O segundo semestre do ano já chegou e com ele as muitas “pressões”: por fora combates, temores por dentro (2 Co 7:5c), mas temos um nobre convite da parte de nosso Senhor: “Tende bom ânimo”! (Jo 16:33). E “ande a segunda milha”! Mas o que isso significa?

Jesus estava ensinando do alto do monte às multidões, mas especialmente aos seus discípulos, que se aproximaram dele (Mt 5:1).          Comentando o texto, Hendriksen (2001:436) diz que o verbo “forçar” refere-se à autoridade de convocação, de forçar ao serviço. É uma palavra tomada do idioma persa, que com toda probabilidade, foi tomada do babilônico. Quando alguém disponível ou seu animal fosse obrigado ao serviço social, sempre que necessário, deveria haver pressa em cumprir o mandato da autoridade em questão. É o que acontece hoje com os mesários que são convocados para trabalharem em épocas de eleição, por exemplo, e foi o que aconteceu com Simão de Cirene, quando foi forçado a carregar a cruz de Cristo (cf. Mc 15:21).

Mas o que Jesus está dizendo é que, em vez de mostrar má vontade, ficando amargurado ou ofendido com aquele que força uma pessoa a levar a carga, esta deveria atender a ordem com um sorriso no rosto. “Alguém te pediu que o acompanhasse levando sua carga ao longo de uma milha? Então vai com ele duas milhas! ”.

Assim precisa ser, também, quando alguém necessitar de nós. Devemos demonstrar prontidão (Ef 6:15), amando a bondade (Mq 6:8), com nosso próximo, líder ou não. E na obra do Senhor, não pode haver espaço para preguiça e desânimo. Pelo contrário, devemos contagiar uns aos outros, para estimular-nos ao amor e às boas obras (Hb 10:24) em todo tempo. Pois assim fomos incentivados por Cristo Jesus, através de sua obra na cruz, como Paulo e Epafrodito, que mesmo enfermos fisicamente, não desistiram do serviço cristão (Fp 2:25-30).

Portanto, como discípulos de Cristo, chamados para servir, por causa de Jesus e de seu evangelho, não vamos desanimar-nos e tão pouco desistirmos, mas nos fortaleceremos no Senhor e na força do seu poder (Ef 6:10) Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação (2 Tm1:7). Seja no segundo semestre ou no final do ano, em qualquer tempo e função; na igreja, no Pequeno Grupo ou no trabalho, em qualquer lugar: estejamos prontos para a segunda milha. Fazendo sempre mais e melhor do que nos fora pedido ou “forçado”.

Como ensinou o sábio pregador: Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma (Ec 9:10). Principalmente se for para o Senhor! Aos líderes humanos, obedeçam com respeito e temor, com sinceridade de coração, como escravos de Cristo, fazendo a vontade de Deus, servindo de boa vontade (Ef 6:5-7).

Deus nos habilite para servirmos cada vez mais e com muita alegria! Portanto, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil (1 Co 15:58). Amém.

 

Pr. Mateus Silva de Almeida é responsável pelas IAPs em Limeira e Piracicaba (Convenção Paulista).

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: