Serviços em Mutirão

Depois de impressas, as principais literaturas da Igreja tinham seu acabamento feito em mutirão, quase sempre aos domingos, pela manhã quando número de irmãos, bem dispostos, apresentava-se para fazer intercalações, dobragem e outros serviços de acabamento, que não exigiam maiores conhecimentos. Eram momentos alegres, de aproximação e muita comunhão entre todos.

Muitos irmãos faziam daqueles instantes complementos importantes dos encontros de louvores e adorações a Deus. Nos horários de refeições, estas eram preparadas saborosamente e servidas por irmãs e irmãos voluntários, sob responsabilidade do casal Otoniel e Isabel da Silveira.

Assim, não se iniciava e nem se terminava o trabalho do dia sem específicas preces a Deus em favor daquelas literaturas que haveriam de chegar às mãos de diferentes pessoas.

O pastor Otoniel sempre dizia que o inimigo de Deus tem ódio da literatura evangélica. Por isso, as pessoas que as produzem necessitam sempre da unção divina.