W. B. Durham, que, na época, presidia uma igreja batista em Chicago, foi uma das pessoas agraciadas com a bênção do batismo no Espírito Santo, ao ouvir as pregações de Seymour sobre essa promessa divina.

A partir daí, a igreja batista de Chicago, Michigan, passou a ser, também, palco do avivamento que começava a ser sentido por outros crentes, em outras igrejas e em outras cidades americanas, desde o final da penúltima década do século XIX, pois a presença desse fenômeno já havia sido registrada anteriormente, nos Estados de Ohio, em 1890, Nova Inglaterra, em 1897, Tennessee e Minnesota, em 1900, Kansas, em 1901, Oklahoma, Texas, etc. (HURLBUT, Jesse Lyman. História da Igreja Cristã. Editora Vida: 1979, p. 222.)