O último século do milênio que passou ficou marcado por uma intensa operação do Espírito Santo, tanto nas pessoas, individualmente, como nas comunidades evangélicas menos tradicionais. E precisamos reconhecer nisso a providência divina preparando a Igreja para os desafios que lhe seriam impostos no novo milênio.

Não podemos deixar de reconhecer também que os Estados Unidos, a despeito da condição espiritual comodista em que se encontram atualmente muitas de suas igrejas, desempenharam um relevante papel a serviço de Deus, nessa fase da história da Igreja na terra. Com o despertamento espiritual de que foi palco no início daquele século, como já pudemos demonstrar, muitas pessoas foram movidas pelo Espírito Santo a levarem o evangelho de Cristo a outros povos. E o que é mais comovente: a maioria dessas pessoas se dispuseram a fazer isto sem qualquer garantia de sustento material, graças a influência do Espírito Santo em suas vidas.