Somente a fé

Um dos cinco pilares da Reforma Protestante, que completa 499 anos

Outubro é considerado o mês da Reforma Protestante, pois no dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero afixou na porta da Catedral do Castelo de Wittenberg, na Alemanha, as 95 teses. Essas teses abordaram alguns pontos importantes no que se refere à doutrina cristã, além de terem desafiado os ensinamentos relativos à penitência e à venda de indulgências. Tal atitude de Lutero é considerada como o início da Reforma Protestante, cujos princípios fundamentais são conhecidos como cinco solas (a palavra latina sola significa somente em português).
Essas cinco solas resumem os princípios teológicos básicos utilizados pela Reforma, que são imprescindíveis para a vida e para a prática cristã e que estão centrados na Palavra de Deus. São elas: Sola fide (somente a fé); Sola scriptura (somente a Escritura); Solus Christus (somente Cristo); Sola gratia (somente a graça); Soli Deo gloria (somente a Deus glória). Ao longo deste mês de outubro, estaremos meditando nestes princípios que são encontrados nas Sagradas Escrituras. Para iniciar esta reflexão, falaremos sobre o princípio que enfatiza a importância da fé para aquele que deseja dedicar sua vida ao Senhor: Sola fide (somente a fé).
A Bíblia Sagrada nos mostra claramente que somente por meio da fé podemos receber o maravilhoso presente que o Senhor nos concede em Cristo Jesus. É a fé em Cristo que abre caminho para a nossa salvação. Ela é a maneira e a condição para que o homem seja justificado diante de Deus. Todos nós estávamos mortos em nossas culpas, erros e pecados, mas, por meio da fé no sacrifício de Jesus, somos perdoados e podemos ter a vida transformada pelo Espírito Santo.
Vivemos num momento em que cada vez mais crescem o número de pessoas que acreditam que a salvação e o perdão dos pecados são o resultado de suas ações e méritos pessoais. Mas, a Palavra de Deus é muito clara em afirmar que somente pela fé em Cristo a salvação e o perdão dos pecados podem acontecer. É também através da fé que submetemos as nossas vidas ao Salvador e confiamos nele para nos salvar das trágicas consequências do pecado. Sendo assim, podemos nos perguntar: o que significa ter fé? Ter fé é confiar, é entregar-se total e absolutamente nas mãos de Jesus Cristo, reconhecendo a gravidade de nosso pecado e o quanto nós somos incapazes de libertar-nos desse pecado por mérito próprio. Portanto, ter fé significa também aceitar que não temos qualquer mérito em nossa salvação, pois o Autor da nossa salvação é Cristo Jesus.
Sendo assim, é muito importante compreendermos que o único evangelho verdadeiro que existe é o da substituição de Jesus em nosso lugar. É através desta substituição que Deus atribuiu ao Salvador o nosso pecado e por sua vez, nos atribuiu a sua justiça. Somos aceitos e justificados diante de Deus somente por causa do sacrifício que Jesus fez por cada um de nós. Justamente pelo fato de Cristo ter levado sobre si os nossos pecados e o castigo de nossa culpa, é que cada um de nós que cremos nele e a ele entregamos nossas vidas fomos perdoados, aceitos e adotados como filhos de Deus. O evangelho vai revelar para cada um de nós não o que podemos fazer para alcançar Deus, mas sim aquilo que Deus fez por nós em Cristo Jesus, o Senhor e Salvador da humanidade.
É também por meio da fé em Cristo que somos consolados pelo Senhor e podemos superar e vencer os obstáculos da vida. Jesus não prometeu que viveríamos num “mar de rosas”, muito pelo contrário, ele nos disse que teríamos aflições (Jo 16: 33). Mas, ele prometeu que estaria conosco todos os dias da nossa vida, nos ajudando a enfrentar e vencer as dificuldades que estivermos enfrentando (Mt 28: 20). E isso é possível quando nossa fé está firmada somente em Cristo. É por meio desta fé que podemos nos aproximar de Deus, o Criador de todas as coisas e receber a salvação e o perdão dos pecados. E tanto a salvação quanto o perdão são concedidos pela graça divina. Mas isso já é assunto para a nossa próxima reflexão…
Que nossa fé esteja sempre firmada somente em Jesus, o Senhor e Salvador de nossas vidas!

Dsa. Claudia Duarte congrega na IAP em Votuporanga (SP) e é diretora do Departamento Infantojuvenil Regional

1 Comment

  1. Elias Goulart da Silva disse:

    Que maravilha parabens querida irma em Cristo Dsa Claudia Duarte,texto maravilhoso de acordo com o que realmente as escrituras nos mostram,que Deus continue te usando a voce e a todos nossos irmaos colaboradores de texto maravilhosos como estes…Somente pela Fé somos salvos é dom de Deus e nao vem de nos para que ninguem se glorie,conforme Paulo escreveu em Efésios 2.8-9 que deixa claro: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie”.
    Muito bom.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: