Sou o seu tesouro

Lembre-se de mim, neste 10 de dezembro

Fui escrita há mais de dois mil anos. Já tive modelos frágeis, hoje sou forte, sou até aplicativos, fico aberta nas casas. Fico empoeirada, mas as pessoas não me lêem.
Tenho muitas mensagens para ensinar, acalmo as pessoas no desespero mas elas não lembram de me ler na alegria. Fico esquecida, na correria da semana.
Estou ali, no cantinho da gaveta ou na cabeceira da cama.
Eu sou a Bíblia Sagrada e meu dia é comemorado no segundo domingo de dezembro. Muitos só lembram de mim no fim de semana, isso quando meu dono vai à igreja. Se ele viaja, muitas vezes, não sou levada na mala.
Sou o melhor presente para dar a alguém. Às vezes, me oferecem para as crianças quando nascem, mas nem falam para elas sobre mim. Elas ficariam encantadas com minhas histórias.
Desejo que isso mude. Há muitas pessoas que arriscam suas vidas para me ler, pessoas são mortas por saber tudo o que sei. Anseio que os que me tem, aproveitem essa chance. Se algum dia, me lerem de verdade, que aprendem a nunca me esquecer.
Estou cheia de heróis e exemplos a serem seguidos. Se as pessoas me lessem, haveria menos perigos. Eu conto as coisas que já foram , para ensinar você hoje. E também aviso sobre as coisas que virão. Sou a palavra de Deus para os homens.
Lembre-se de ler minhas páginas.

Rebeca Dalava, membro da IAP em Cascavel e Toledo (PR)

%d blogueiros gostam disto: