Sua vida é um avião

Cuidado para não colocar em risco algo que não tem preço

Nús chegamos ao mundo. Toda uma história então começou. As primeiras roupas, as primeiras descobertas, os primeiros sons. A seguir, os primeiros passos, pura emoção. Suspiros logo se transformaram em sílabas, sílabas em palavras, palavras em frases. Novos sabores e prazeres foram sendo adicionados. Infância, adolescência, vida. Em cada etapa, descobertas, conhecimentos e conquistas. Nos sonhos e desejos, voamos. Desde sempre, queremos ver de cima, ver além, ir mais longe. Não importa quantas vezes já voei, a cada novo vôo sinto a mesma emoção, um novo friozinho na barriga, e sempre penso na vida como um avião que cruza os céus carregando sonhos, ansiedades, saudades, contratos, expectativas. Poderoso e vulnerável, forte e frágil, este é o avião, esta é a vida.

Há alguns meses, uma irresponsável e inconsequente brincadeira colocou em risco a vida dos que viajavam de avião. Algumas pessoas, talvez moradores dos bairros que circundam o aeroporto de Viracopos, em Campinas, usavam um objeto chamado laser pointer, que emite um facho de laser colorido a quilômetros de distância, contra as aeronaves no período noturno. Os raios atingiam as aeronaves no momento mais crítico, quando sobrevoavam a pista a uma altura aproximada de 40 metros. Seja no pouso ou na decolagem, o alvo era sempre o rosto dos pilotos, pois o raio podia provocar distração ou mesmo uma cegueira temporária, capaz de terminar em tragédia. Preocupados, os pilotos avisavam a torre de comando na mesma hora em que percebiam os raios, assim o pessoal em terra triplicava a atenção, deixando médicos e bombeiros a postos para qualquer ocorrência.

O laser pointer, no camelódromo em Campinas, pode ser comprado por R$ 80,00. Na região do Campo Belo, bairro vizinho do Aeroporto Internacional de Viracopos, a maioria dos jovens tem pelo menos um. No geral, usam para paquerar, lançando laser um no rosto do outro, a título de atrair a atenção. A brincadeira, no entanto, tomou rumos condenáveis. E um 747, quanto custa? Por curiosidade pesquisei na internet, achei preços entre 300 e 500 milhões de reais. A comparação foi inevitável, afinal, um objeto de 80 reais pode derrubar um de 300 milhões de reais. Absolutamente ilógico, sem nenhum sentido, afinal, as vidas contidas no interior do objeto de 300 milhões são impagáveis.

A vida é um avião. Pense em tudo que você tem de mais caro. Carros, propriedades, jóias. Ok, são caros. Mas não é o que você tem de mais caro. Seu nome, sua dignidade, seu caráter, seus filhos, seu cônjuge, sua paz na consciência, sua saúde física e mental. Tudo isso é o que temos de mais caro, são esses valores e relações que formam nosso avião. Manter tudo isso decolando, voando e pousando todo dia com segurança é das tarefas mais complexas, requer concentração total, disposição física, capacidade técnica, atenção dobrada e entrega exclusiva para um bom desempenho, pois um infame raio laser pode colocar tudo a perder.

Na vida, o laser pointer irresponsável e inconsequente surge em forma de relações extraconjugais, pornografias na internet, álcool associado a drogas e sexo, legalismos insanos, santidades farisaicas. Tudo isso se conquista de forma barata para, no fim, derrotar aquilo que é caro. Repetem-se as histórias, choram as famílias.

Aprendamos com os pilotos. Ao primeiro raio, nada de esperar e tentar resolver sozinho, o primeiro passo é avisar imediatamente a torre de controle. O salmista já sabia: torre forte é o nosso Deus. Tentações, fraquezas, oscilações, maus pensamentos, tudo deve ser levado cativo a Ele. Pedir socorro e auxílio ao nosso Deus é sempre urgente, pois se um avião é caro, a vida não tem preço.

Cuidado! Brincar com o perigo é sempre arriscado. Defenda seu avião. Cuidado! Se estiver manuseando qualquer tipo de laser pointer, pare, desista da ideia, o final não será bom. A vida não tem preço pelo simples fato de que não teríamos como pagar o preço já pago por Cristo na cruz. Fomos chamados para a liberdade nele. Por fim, para além de limitadas metáforas, voaremos. Cuidado! Não sacrifique 300 milhões por 80 reais, não sacrifique sua impagável vida pela ilusão de pecados aparentemente inofensivos. Sua vida é um avião, nEle e com Ele, boa viagem!

Edmilson Mendes é pastor da IAP em Pq. Itália (Campinas, SP) e integrante do Departamento Ministerial da IAP