dicas

Uma segunda chance

  • Clique AQUI para acessar os slides da lição.
  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

 

Dicas

  • Material extra: Leia este artigo a respeito da Igreja em contraste com o mundo, produzido pela Editora Ultimato. Acesse o Link: http://www.ultimato.com.br/revista/artigos/344/a-igreja-esta-doente
  • Vídeo: Para a introdução do Estudo, assista o vídeo de apresentação da lição com o Pr. Alan Rocha, “Igreja em Tratamento”. Disponível no link: https://www.youtube.com/watch?v=Imt8n35PwPE
  • Dinâmica: Para o tópico 2, “A aplicação do remédio amargo”, A seguinte dinâmica poderá ser usada:
    – Prepare um Melão doce de tamanho médio e corte-o em pedaços. Se for possível sirva um pedaço ou dois para cada um. Após todos comerem sirva um copo de água.
    – Pergunte aos seus alunos: qual a sensação de comer o melão e após tomar água? (Talvez alguém que embora quando comeu o melão estivesse doce, quando bebeu a água percebeu o gosto amargo na boca)
    – O Professor poderá usar essa ilustração para mencionar o efeito do pecado na vida pessoal ou comunitária: Parece um cenário tranquilo e com gosto bom, mas que finalmente gerará danos e sofrimentos amargos como um copo de água após a ingestão de um doce melão.
    – A aplicação da correção na igreja por outro lado, tem o efeito contrário. No começo parece muito amargo, mas depois com reflexão e humildade perceberemos que esse processo foi de fato necessário para o reestabelecimento da comunhão com Deus.
  • Separe um tempo ao final do Estudo para o Momento missionário: um momento de leitura do texto e oração em favor da missão do evangelho de Cristo no mundo.

Comentários Adicionais

  1. Esboço de segundo Coríntios
    “A epístola de 2 Coríntios pode ser dividida em cinco partes: introdução (1.1-11), o ministério do apóstolo (1.12-7.16), a coleta (8.1-9.15), uma defesa da autoridade apostólica (10.1-13.10) e uma conclusão (13.11-14). À parte da introdução e conclusão, a epístola tem três seções importante que parecem ter sido escritas em ocasiões diferentes.” (KISTEMAKER, Simon J. Comentário do Novo Testamento: 2 Coríntios. Tradução de Helen Hope Gordon Silva. São Paulo: Cultura Cristã, 2004, p.16).
  2. Estilo de escrita
    “Admite-se que a redação de 2 Coríntios é desconexa em certos pontos e revela pressa; as transições são desajeitadas (6.14) e são comuns as quebras gramaticais no texto grego (por ex. 6.3; 7.5, 7; 9.11). Do começo ao fim, o tom emocional da carta às vezes doloso (1.8/-11; 2.13; 7.5), outras vezes cheios entusiasmo (7.13-16; 8.2-4) e, ainda em outras, vigoroso (10.7, 8; 11.12; 13.2-3, 5). Mas essas características não impugnam a autenticidade da carta. Realmente refletem preocupações e a personalidade do escritor”. (Idem).
  3. Muitas aflições!
    “(…) Paulo movimenta-se, saindo do ‘Deus de toda consolação’, para falar do Senhor como alguém que nos conforta em toda nossa tribulação. Até em 2 Coríntios há várias referências às tribulações que Paulo experimentou (1:8-10; 4:7-12; 11:23-29). Elas incluíam as provas físicas, os perigos, as perseguições e ansiedades extremadas no desempenho de sua comissão apostólica.” (KRUSE, Colin. 2 Coríntios: introdução e comentário. Tradução de Oswaldo Ramos. São Paulo: Vida Nova, 1994, pp.65-66).
  4. As aflições da Ásia
    “[Hipóteses] (…) O motim instigado por Demétrio (At 19.23-41). (…) Luta contra feras selvagens (1Co 15.32). (…) as palavras feras selvagens devem ser interpretadas não literalmente, mas de modo figurado. Aprisionamento por autoridades romanas (2Co 11.23). Um mal físico (2Co 12.7-10).” (KISTEMAKER, Simon J. Comentário do Novo Testamento: 2 Coríntios. Tradução de Helen Hope Gordon Silva. São Paulo: Cultura Cristã, 2004, p.73).
  5. As aflições do apóstolo
    “A carta [2 Co] surgia de seu coração angustiado e foi escrita em meio a um mar de lágrimas. Em outras passagens Paulo fala de sofrimentos que suportou por causa da perseguição (por ex., 1.4, 6,
    8), mas aqui sua aflição se relaciona à situação em Corinto. Quando Paulo fez seu discurso de despedida para os presbíteros em Éfeso, ele disse que advertia a todos, noite e dia, com lágrimas (At 20.31; veja Fp 3.18). Agora adverte os coríntios com uma carta banhada em lágrimas.” (Ibidem, pp.108-109).
27/03/2017

Dicas da Lição 1 – “Uma igreja carente de cura”

Uma segunda chance Clique AQUI para acessar os slides da lição. Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Material extra: Leia este artigo […]
20/03/2017

Dicas da Lição 12 – “Uma segunda chance”

Uma segunda chance Clique AQUI para acessar os slides da lição. Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Para a introdução da lição, […]
14/03/2017

Dicas da Lição 11 – “Contando com a bênção de Deus”

Contando com a bênção de Deus Clique AQUI para acessar os slides da lição. Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Dinâmica: Para o […]
06/03/2017

Dicas da Lição 10 – “Nova geração, antigos pecados”

Nova geração, antigos pecados Clique AQUI para acessar os slides da lição. Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Dica um: Trabalhe o conceito […]