lição 11

O próximo e o evangelho

  • Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.

 

Dicas

Dinâmica: Cuide das bexigas.
Dê uma bexiga para cada aluno da classe. Peça que cada um encha a sua bexiga. Você, professor (a), terá cinco bexigas e as encherá também. Explique aos alunos que a bexiga pela qual ficaram responsáveis representa uma vida, a deles. Agora, peça-lhes que joguem a bexiga para cima sem deixa-la cair no chão nem estourar. No momento em que todas as bexigas estiverem no ar, jogue as outras cinco que estiverem em sua posse (estas, representam outras vidas). Note que os alunos terão dificuldade para cuidar da bexiga deles e das outras cinco.
Ao término dessa dinâmica, comente com a classe que embora não seja fácil, é preciso cuidarmos não somente da nossa vida, mas das outras pessoas também. Essa dinâmica deverá ser aplicada ao se estudar o item 1: Cristãos que compartilham fardos.

Vídeo: Ao estudar o item 2: Cristãos que compartilham bênçãos, passe o vídeo intitulado “A parábola do bom samaritano” para enfatizar à classe o exemplo de bondade que Jesus quer que sigamos ao contar essa parábola. O vídeo pode ser acessado por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=yM2GyPQgL0A

Desafio de bondade: Após ler o desafio da semana, desafie à classe a levar, na próxima aula, um quilo de alimento não perecível, ou uma quantia em dinheiro, ou peças de roupas em boas condições. Explique-os que os alimentos, valores e, ou, roupas arrecadadas serão destinados a alguém que está passando por necessidades. Peça a ajuda de seu pastor quanto à distribuição e destinação desses itens.

Material de apoio: Use os comentários adicionais, disponíveis no espaço abaixo, para complementar a aula.

Comentários Adicionais

    1. Uma autoimagem baseada no evangelho
      “[…] o evangelho cria uma nova autoimagem, como vimos antes. Ele me humilha diante de todo o mundo, dizendo-me que sou um pecador salvo só pela graça. Mas também me encoraja diante de todo o mundo, dizendo-me que sou amado e honrado pelos únicos olhos do universo que de fato contam. Portanto, o evangelho me dá uma ousadia e uma humildade capazes de coexistir e de crescer juntas”. (KELLER, Timothy. Gálatas para você. Tradução de Jurandy Bravo. São Paulo: Vida Nova, 2015, p.171).
    2. Restaurar: uma ação contínua
      “O que deve ser feito com aqueles que caem? A única maneira de levantar aqueles que caíram em pecado é a confrontação. Paulo diz: “… corrigi-o”. O termo grego katartizo significa “por em ordem” e “restaurar à condição anterior”. Como o verbo no grego está no presente, destaca uma ação contínua. A correção é para restauração, não se constituindo geralmente num único ato, mas em um procedimento persistente”. (LOPES, Hernandes Dias. Gálatas: a carta da liberdade cristã. São Paulo: Hagnos, 2011, p. 257).
    3. Semeando na carne
      “Toda vez que permitimos que a nossa mente abrigue um ressentimento, acalente uma queixa, entretenha uma fantasia impura ou chafurde na autopiedade, estamos semeando para a carne. Toda vez que permanecemos em má companhia a cuja influência insidiosa sabemos que não poderemos resistir, toda vez que permanecemos na cama quando deveríamos nos levantar para orar […] estamos semeando, semeando para a carne. Há cristãos que semeiam para a carne todos os dias e ficam se perguntando por que não colhem santidade. A santidade é uma colheita […]”. (STOTT, John. A mensagem de Gálatas: somente um caminho. Tradução de Yolanda Mirdsa Krievin. São Paulo: ABU Editora, 2007, p. 155).
    4. Colhendo corrupção
      “‘…corrupção…’ No grego é phthora, que significa “decadência”, “destruição”. A morte física é aqui ilustrada, sendo frisada a colheita espiritual degradada que uma pessoa inevitavelmente terá de colher, se porventura investir sua vida diária na carne, por viver para a carne”. (CHAMPLIN, Russell Norman. O Novo Testamento Interpretado: versículo por versículo: vol. 4. São Paulo: Hagnos, 2014, p. 663).
    5. Um amor que transborda a todos
      “No entanto, é preciso lembrar de compartilhar com outros cristãos para que todos compartilhem com um mundo necessitado. O cristão na família da fé coloca-se como receptor, a fim de se tornar um transmissor. Ao ‘[crescermos] e [aumentarmos] no amor uns para com os outros’ (1 Ts 3:12), esse amor deve transbordar a todos. É assim que deve ser.” (WIERSBE, Warren W. Comentário bíblico expositivo: Antigo Testamento: vol. V. Tradução de Susana E. Klassen. Santo André: Geográfica Editora, 2006, p. 947).
11/06/2018

Dicas da lição 11 – “O próximo e o evangelho”

O próximo e o evangelho Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Dinâmica: Cuide das bexigas. Dê uma bexiga para cada aluno da […]
12/03/2018

Dicas da lição 11 – “A renovação da aliança”

A renovação da aliança Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Dinâmica: Caixa pequena e imagens em papel sulfite. Desenhe (caso tenho dificuldade […]
11/12/2017

Dicas da lição 11 – “Vida após a morte?”

Vida após a morte? Clique AQUI para acessar os slides da lição. Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Texto: Mostre para sua […]
05/09/2017

Dicas da lição 11 – “Exercício da mente”

Exercício da mente Clique AQUI para acessar os slides da lição. Para ouvir o podcast desta lição, clique AQUI.   Dicas Para o início da lição, […]