Um excelente perfume

Na estação das flores, é bom lembrar da fragrância que não é comprada em loja

Estamos vivendo a estação da primavera. E essa estação do ano é marcada pela presença das flores, com suas cores, beleza e perfumes. O inverno do frio já passou, o verão, com seu calor, já terminou e o outono das folhas secas também deu lugar à primavera. Uma das características mais marcantes da primavera são as flores, com seus perfumes e suas fragrâncias. Essa questão do cheiro, do perfume, da fragrância é tão interessante que podemos afirmar que há pessoas que nós reconhecemos pelo cheiro, pelo perfume que a pessoa usa. O cheiro portanto, pode identificar uma pessoa.

Em 2 Co 2: 14-17, lemos que Paulo descreve sua vida e seu ministério de uma forma vitoriosa em meio ao sofrimento. “E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento.
Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem. Para estes, certamente, cheiro de morte para morte; mas para aqueles, cheiro de vida para vida. E para estas coisas quem é idôneo? Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus.” (2 Coríntios 2:14-17)

Numa procissão romana de triunfo, o general vitorioso, em desfile festivo, conduzia soldados e prisioneiros de guerra capturados, enquanto o povo olhava e aplaudia, com o ar carregado do doce perfume nas ruas, proveniente da queima de especiarias. Da mesma forma o cristão, convocado a uma batalha especial, é levado em triunfo por Deus em Cristo. E é justamente por meio do cristão que Deus espalha para todos a “fragrância do conhecimento” de Cristo.

Ou seja, mesmo em meio à lutas e dificuldades, Deus é quem concede vitória. Nesse caso, uma pergunta cabe a nós: quem tem nos conduzido? Deus, os problemas, o trabalho? Além disso, ele relaciona a vida do cristão a uma fragrância, a um cheiro. Ele  menciona que o cristão é o bom perfume de Cristo.

Qual a aplicação disso para cada um de nós? Nosso supremo comandante, Jesus Cristo, derrotou totalmente o pecado e o diabo (nosso maior inimigo). Somos o espólio de Cristo, as vidas que ele libertou das trevas para sua maravilhosa luz. E com ele, caminhamos sempre em triunfo, não importam as adversidades.

O perfume do incenso que os sacerdotes romanos queimavam no desfile tinha um sentido diferente para cada pessoa. Para os soldados triunfantes, significava vida e vitória; no entanto, para os inimigos, representava a morte.

Essa imagem representa a nossa vida e o nosso ministério cristão. Paulo viu a cada um de nós como um perfume que exala a fragrância de Cristo por meio de nossa vida. Uma pergunta cabe aqui: temos verdadeiramente exalado o bom perfume de Cristo? O que significa ser o “bom perfume de Cristo”? Entregar a vida a Deus, buscar um relacionamento íntimo e sincero com ele, viver uma vida que confirme em atos as suas palavras, de um discípulo de Jesus. É viver uma vida totalmente conforme a vontade de Deus, sendo impactado e transformado pelo seu Espírito Santo, e por meio de suas atitudes e de seus atos, impactando outras pessoas que estão ao seu redor. É reconhecer que, sem Deus não somos coisa alguma, que nascemos e vivemos para Jesus!

Que o nosso principal propósito seja o de sermos sempre… o “bom perfume de Cristo”.

 

Claudia Duarte congrega na IAP em Votuporanga e é diretora do Departamento Infanto Juvenil Regional.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: