Uma grande pesca

Demonstramos nossa fé em Jesus por meio de nossa obediência a ele, independente das circunstâncias 

 

Estando Jesus um dia à margem do lago de Genesaré, o povo se comprimia em redor dele para ouvir a palavra de Deus. Vendo duas barcas estacionadas à beira do lago, – pois os pescadores haviam descido delas para consertar as redes -, subiu a uma das barcas que era de Simão e pediu-lhe que a afastasse um pouco da terra; e sentado, ensinava da barca o povo. Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar. Simão respondeu-lhe: Mestre, trabalhamos a noite inteira e nada apanhamos; mas por causa de tua palavra, lançarei a rede. Feito isto, apanharam peixes em tanta quantidade, que a rede se lhes rompia. Acenaram aos companheiros, que estavam na outra barca, para que viessem ajudar. Eles vieram e encheram ambas as barcas, de modo que quase iam ao fundo. Vendo isso, Simão Pedro caiu aos pés de Jesus e exclamou: Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador. É que tanto ele como seus companheiros estavam assombrados por causa da pesca que haviam feito. O mesmo acontecera a Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus companheiros. Então Jesus disse a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens. E atracando as barcas à terra, deixaram tudo e o seguiram.” ( Lc 5: 1-11)

Vamos refletir um pouco sobre a fé. Quais as consequências da fé para a minha vida? Quando eu tenho fé, o que acontece na minha vida? Jesus utiliza este milagre para chamar e convocar os seus primeiros discípulos. Este milagre é uma grande demonstração do poder de Deus sobre a natureza e sobre os animais.

Enquanto estava ensinando à multidão, Jesus resolveu entrar num barco que estava à beira-mar e que pertencia a Pedro. Ele pediu que o barco se afastasse um pouco da praia e dali mesmo, continuou a ensinar a multidão. Quando ele acabou de falar, ordenou a Pedro que fosse para uma parte mais funda do lago. Quando chegaram lá, Jesus disse para que eles jogassem a rede de novo para a pesca. É interessante nós observamos que os pescadores já tinham lavado as redes, o que demonstrou que eles já haviam dado a pesca por encerrada. Geralmente eles pescavam mais durante a noite, e Jesus estava mandando jogar a rede em plena luz do dia!

Mas, mesmo falando para Jesus que já haviam estado no lago a noite inteira e não haviam pego nada, eles iriam lançar as redes mais uma vez, porque era Cristo quem estava mandando. Nessa parte, nós podemos ver uma demonstração de fé na palavra de Cristo. Mesmo não tendo pego peixe a noite toda, eles se dispõem a obedecer a ordem de Jesus. Por meio do exemplo de Pedro, Tiago e João no barquinho, nós vamos aprender quatro “coisas” importantes sobre a fé.

Em primeiro lugar, a fé gera obediência. Os homens que estavam no barco obedeceram ao Senhor sem vacilar. Mesmo sabendo que aquela parte que Jesus mandou jogar a rede poderia quase não ter peixe, o que eles fazem? Voltam para a praia? Não! Eles obedecem à ordem de Jesus. Da mesma forma, a minha fé em Cristo deve me conduzir à obediência. Alguém já brincou daquela brincadeira do “mestre mandou”? Uma criança é o mestre e manda as outras crianças fazerem um monte de coisa: levantar o pé; bater palma etc. A criança que ganha a brincadeira é a que mais obedece ao que o mestre mandou.

Nós demonstramos nossa fé em Jesus por meio de nossa obediência a Cristo. Seja em casa, no trabalho, seja em situações difíceis, quando estou triste ou quando estou alegre, devo sempre obedecer a Deus! A minha fé não pode ser morta, mas deve estar relacionada à uma profunda obediência. Mesmo sem entender tudo o que Jesus estava fazendo, Pedro estava disposto a se sujeitar às ordens e à autoridade de Jesus.

Outro ponto importante que aprendemos com a história de Pedro, Tiago e João no barquinho é que a fé gera resultados. Eles jogaram as redes porque acreditaram na palavra de Cristo e o que aconteceu? Pescaram tantos peixes que tiveram que pedir ajuda para segurar a rede. Eram tantos e tantos que a rede estava se rasgando! Nós também podemos confiar em Deus, pois ele responde nossa oração! Quando eu tiver aquele problemão, posso confiar que Deus cuida de mim e ouve o meu clamor!

Mas essa história não acabou por aí. Ainda tem mais!

Com essa história bíblica aprendemos também que a fé em Cristo reconhece a Ele como Senhor da vida. Depois de obedecer e de ver o resultado da pesca, Pedro compreende algo muito importante: Jesus é o Senhor sobre todas as coisas! Pedro reconhece com grande humildade que é somente um pecador, mas ao mesmo tempo percebe que Jesus é o Senhor. Ele fez com que muitos peixes fossem pescados num lugar em que ninguém acreditava muito que havia uma grande quantidade de peixes! Para Deus não há impossíveis (Lc 1:37)! Não há dificuldade que o Senhor Jesus não possa resolver. A nossa fé também deve reconhecer a Cristo como Senhor e Salvador de nossas vidas, pois assim alcançamos paz, perdão e salvação.

O quarto ponto: a fé me impulsiona a seguir a Jesus. A Bíblia afirma que o milagre da pesca transformou a vida desses homens. A fé que eles tiveram fez com que eles resolvessem seguir a Cristo. Eles tornaram-se discípulos de Jesus. Deixaram de lado tudo o que podia atrapalhá-los e obedeceram ao chamado de Cristo. Pedro, Tiago e João deixaram tudo e seguiram a Jesus, dedicando suas vidas ao Mestre. Esses homens tornaram-se discípulos de Cristo. E nós? O que tem nos impedido de seguir a Cristo de todo o coração? A minha fé tem me motivado a seguir Jesus com toda a minha vida?

Que o Senhor acrescente nossa fé a cada dia.

 

Dsa. Claudia Duarte congrega na IAP em Votuporanga (SP) e é diretora do Departamento Infanto Juvenil Regional.

%d blogueiros gostam disto: