“Uma mentirinha não dói”

A sinceridade, nos dias atuais, está se tornando virtude cada vez mais rara

“Vós sois filhos do Diabo, e tendes vontade de cumprir os desejos de vosso pai. Ele era homicida desde o princípio e não permaneceu na verdade, porque não há nele verdade. Quando ele diz uma mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e o pai da mentira.” (João 8:44)

Com a proximidade do dia 1 de abril, tido como o dia da mentira, vale a pena refletir: existem crentes mentirosos? Infelizmente sim, de tanto mentir, alguns acostumam, se acomodam com a mentira, usada em brincadeiras, em falas de defesa a si próprios, para se livrar de alguma deficiência de caráter, punição, se dar bem etc. O mentiroso deveria ter vergonha de se olhar no espelho, pois se assim fazer, verá a imagem de uma fraude refletida ali.

Deus trata a mentira como pecado muito grave. ele nos declara neste texto que quem é o pai da mentira, o idealizador, o mantenedor  da mesma,  é o nosso adversário, como diz Apocalipse 12.9: “Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que tem a capacidade de enganar o mundo inteiro.” 

A mentira dita social é algo natural para aqueles que não conhecem a Deus, mentem sempre, descaradamente. Alguns se destacam neste contexto, como  políticos sem escrúpulos, empresários sonegadores, comerciantes desonestos  e outros trapaceiros.

Ser honesto, ser correto, não mentir nos dias atuais está se tornando virtude, e não mera obrigação de todos nós, infelizmente

O que preciso fazer para não ser uma fraude diante de Deus e dos homens? Os mentirosos podem até se dar bem por um tempo, todavia, um dia a verdade vem à tona e a “casa cai”, como diz o dito  popular.

O texto bíblico nos chama a atenção para sermos verdadeiros em todo o tempo, mesmo fracos, mas verdadeiros. “Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade”. (2 Coríntios 13.8).

Seja sincero, aliás, a palavra sincero(a), semelhante em várias línguas, provavelmente vem do latim sincerus, cujo significado é limpo ou puro. Há quem acredite, entretanto, que a palavra originou-se num antigo hábito de passar cera nas esculturas em mármore para esconder as imperfeições. O senado romano teria decretado, então, que toda a escultura deveria ser entregue sine cera, ou seja, sem cera. A partir daí, a o termo teria assumido o significado de “sem trapaça”, e posteriormente, sincero.

É grave falar mentiras, é condenável, nestas palavras de Jesus, ser mentiroso, ainda mais que Ele, Jesus, é o Caminho, a Verdade e a Vida. (João 14.6)

O desafio que Deus nos traz através deste texto é que devemos amar a verdade e não a mentira (você sabe quem é o pai dela). A perdição eterna virá sobre aqueles que não amaram a verdade, foram mentirosos e insistiram em ser

“Porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.” (2 Ts. 2.10)

Portanto, tome cuidado com suas  palavras, “para depois não dizer diante do anjo que foi erro” (Eclesiastes 5.6). Até Sara, esposa de Abraão, caiu em contradição quando mentiu e foi repreendida pelo anjo (Gênesis 18.15). A essência da mentira procede do diabo, portanto não minta, fale a verdade sempre e Deus será contigo

Pr. Omar Figueiredo dos Santos é responsável pelas IAPs em Jardim Paineira e Itaquera, na Convenção Paulistana Leste.

%d blogueiros gostam disto: