Você decide

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;  E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”. Mt 7:13,14

“Você Decide” foi um programa quase-interativo exibido pela Rede Globo entre 1992 e 2000. Em cada episódio, eram encenados casos especiais, com um final diferente a ser escolhido pelos telespectadores através de votações via telefone.

Três finais eram apresentados ao público, que escolhia por telefone o final para cada história. Quase sempre o final escolhido era o final feliz, dando assim ao público um gosto delicioso de poder ter decidido.

Você já ouviu falar de livre-arbítrio? Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção. Em todas as situações da vida,  sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher. E a cada momento, a vida nos exige decisão. Sempre: você decide.

A verdade é que no contexto da história humana somos levados a tomar decisões que nem sempre são nossas. O marketing, a propaganda, tem influenciado nas decisões das pessoas. Eu li uma história, há alguns dias:

“Duas criancinhas de oito anos conversam no quarto. O menino pergunta para a menina:
– O que você vai pedir no Dia das Crianças?
– Eu vou pedir uma Barbie, e você?
– Eu vou pedir um O.B.! ,responde o menino.
– O.B.?! O que é isso?!
– Nem imagino… Mas na televisão diz que com O.B. a gente pode ir à praia todos os dias, andar de bicicleta, andar a cavalo, dançar, ir ao clube, correr, fazer um montão de coisas legais, e o melhor… SEM QUE NINGUÉM PERCEBA…”.

Isso mostra o poder da propaganda. Mas voltando ao texto inicial, de Mt 7:13,14, Deus nos dá a oportunidade de decidir entre dois caminhos. É o “você decide” de nossas vidas, onde a história que está sendo apresentada é a sua, a minha, a nossa. Nessa história, dois finais nos são apresentados: um que nos leva à vida e o outro, à perdição. A diferença entre as duas opções não está somente no final, mas também no decorrer. O caminho que leva à vida é difícil, estreito, apertado, cheio de obstáculos. O que leva à perdição é largo, espaçoso, fácil de caminhar, cheio de oportunidades, sucesso, de propostas que enchem os olhos.

Qual tem sido a sua decisão? Será  que a propaganda do mundo tem influenciado sua decisão, será que temos sido conquistados pelas propagandas mentirosas do inimigo, pois ele é o pai da mentira (Jo 8:44).

Desde tempos remotos, ele tem enganado as pessoas, levando-as a tomarem decisões que as afastam de Deus. Como aconteceu com Adão e Eva, quando decidiram desobedecer a Deus (Gn 3: 6) ou o rei Saul quando decidiu desobedecer a ordem de Deus (I Sm 15: 21-29). Lembre-se, meu amigo, você é quem decide!

É melhor escolher a vida, como nos ensina a palavra de Deus, em Dt 30: 15 e 16: “Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal; se guardares o mandamento que hoje te ordeno, que ames o SENHOR, teu Deus, andes nos seus caminhos, e guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, então, viverás e te multiplicarás, e o SENHOR, teu Deus, te abençoará na terra à qual passas para possuí-la”.

%d blogueiros gostam disto: