Voltar para casa

Portos, aeroportos, rodoviárias, rodovias, estradas, caminhos, “tá na hora!”
Malas, bolsas, mochila nas costas, “vamos?”
Partidas, despedidas, “até logo, eu volto!”
Lágrimas, saudades, esperas, “sempre te amarei!”
“Viajar é bom, mas voltar pra casa é melhor”, ensinou-me a professora Rute Soares
Mas, imagine…
Fazer a viagem mais longa e desafiadora
Deixar o conforto, se rebaixar, humilhar-se, diminuir-se
Entrar no ventre escuro e apertado
Depender de vitaminas e proteínas
Ser matéria, ter pêlo, carne e osso
Sair de dentro do humano untado de sangue e líquido amniótico
Respirar, chorar, mamar
Crescer, aprender, desenvolver
Sentir fome, sede, frio
Trabalhar, produzir, ajudar no orçamento
Esconder-se em seu próprio mundo e admirá-lo
Discernir, entender, compreender-se especial
Convencer-se da dolorosa e gloriosa missão
“Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”
Deixar as ferramentas, tirar o avental, fechar a oficina
Deixar (de novo?!) pai, família
Agora pregar, ensinar, chamar discípulos
Andar, suar, cansar
Ser rejeitado, ignorado, desprezado, traído
Julgado, condenado, surrado, ferido
Pregado, levantado, furado, em agonia profunda
Respirar ofegante, alma e corpo a dilacerar
Querer desistir, sentir o drama, “Pai, porque me abandonastes?”
O portador do pecado isolado, só
Suportar, perseverar, insistir, ir até o fim
Querer você!
Entregar-se, morrer de amor, salvar
Salvar você!
Ficar gelado, imóvel, inerte
Por você!
Silenciar a terra, o céu, o universo
Satisfazer a ira do Pai
Apavorar demônios, pôr anjos em festa
Perdoar homens, reconcilia-los, fazê-los filhos de Deus
Você?
Descer ao mundo do silêncio, ficar ali no escuro
Mas a morte a Ti nao cabe!
“Onde está ó morte a tua vitória?”
Tumba aberta, corpo quente e brilhante, mulheres ali
“Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou!”
“Avisem a Pedro!”
Aviso você!
Instruções finais, milagres finais, despedida
Hora do guerreiro de Deus voltar pra casa
“E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”
“Até breve. Voltarei!”
É com você!
“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.”
É pra você!
Porque viajar é bom, mas voltar pra casa é melhor!

Pr. José Lima de Farias Filho, segundo secretário da Convenção Geral da IAP

%d blogueiros gostam disto: