A ação do Espírito Santo

O agir dele em nós é tão importante quanto a obra de Cristo por nós

 

Lembro como se fosse hoje o dia que minha filha, à época com uns 5 anos, chegou em casa, depois de um culto na igreja local onde servimos a Deus, perguntando-me quem era o Espírito Santo. Me esforcei para ajudá-la a entender, dentro do que era possível naquele momento. Minha oração é para que, quanto mais ela cresça, mais ela deseje entender a pessoa e a obra do Espírito, questões fundamentais para maturidade de um cristão.

Alguém já escreveu que a ação do Espírito Santo em nós é tão importante quanto a obra de Cristo por nós, visto que não desfrutaríamos dos benefícios da obra de Cristo por nós sem a obra que o Espírito opera em nós. Na carta de Paulo aos Efésios é impressionante o quanto o apóstolo trata da obra do Espírito. São nada menos que 12 menções a pessoa do Espírito Santo e sua obra, nos 6 capítulos da carta. Vejamos o que ele diz!

 

A garantia da salvação

Nele, quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória (Ef 1:13-14 – NVI, grifo nosso).

A primeira informação que Paulo apresenta sobre o Espírito Santo na carta aos Efésios está relacionada com o selo. Quando o evangelho nos foi pregado e cremos na palavra da verdade (“quando vocês ouviram e creram”), recebemos o selo do Espírito Santo. O que isso significa? Na antiguidade, um selo ou marca com o símbolo do proprietário ou remetente era afixado ou atada a um objeto para, dentre outras coisas, garantir a autenticidade do mesmo; garantir que ele era verdadeiro. Era, também, a garantia de que o objeto selado havia sido transportado intacto. Paulo diz que os cristãos foram selados com o Espírito por ocasião da sua conversão. Ser selado significa receber a habitação do Espírito. A presença do Espírito Santo na vida é o selo.

A presença do Espírito Santo na vida de uma pessoa é o que autentica a veracidade da sua fé e mostra que ela é, realmente, filha de Deus. Paulo diz que o selo do Espírito é a “garantia da nossa herança até a redenção” (v.14). Algumas versões bíblicas utilizam a palavra “penhor”. O termo grego utilizado pelo apóstolo era aplicado, no mundo comercial da época, para o pagamento antecipado ou parcial em alguma negociação, como garantia de que o pagamento total seria feito. A mensagem é clara: a presença e atuação do Espírito Santo, na vida do cristão, no presente, é uma antecipação e uma garantia daquilo que será seu quando a salvação for completada; é a garantia de que seremos salvos, definitivamente, no futuro!

Vale ressaltar, ainda, que Paulo fala do “Espírito Santo da promessa” (v.13). Poderíamos traduzir esta expressão para “O Espírito Santo prometido”. Os profetas do Antigo Testamento prometeram que um dia o Espírito Santo seria derramado em profusão (Is 44:3; Ez 36:26-27; Jl 2:28). O Senhor Jesus também falou sobre a vinda do Espírito (Jo 14:16,17; 15:26: 16:13). Todas estas promessas se cumpriram e é esse Espírito prometido que habita em cada cristão e o conduz seguro rumo a redenção!

 

O conhecimento de Deus

E peço ao Deus do nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai glorioso, que dê a vocês o seu Espírito, o Espírito que os tornará sábios e revelará Deus a vocês, para que assim vocês o conheçam como devem conhecer (Ef 1:17 – NTLH, grifo nosso).

 

A partir do v.16 de Efésios 1 Paulo diz que tem orado pelos cristãos e apresenta alguns dos seus pedidos a Deus em favor dos mesmos. Um deles: ele pede que os cristãos recebam o Espírito de sabedoria e conhecimento de Deus. Uma vez que os cristãos já possuem a presença do Espírito, conforme foi dito nos vs. 13-14, o que exatamente Paulo está pedindo? Junto com outros autores, Stott diz que, embora o texto traga espírito com “E” minúsculo, é provável que a referência seja ao Espírito Santo, o mestre do povo de Deus. Seguindo esse entendimento, os tradutores da NTLH traduziram assim o texto: dê a vocês o seu Espírito. Neste caso, então, Paulo estaria orando pelo ministério de iluminação do Espírito na vida dos crentes, que já possuem sua habitação.

É somente através da atuação e iluminação do Espírito Santo que nós, crentes em Jesus, podemos nos tornar sábios e conhecer a Deus mais plenamente e sua vontade, conforme expressa em sua Palavra. É bom que se diga que a “revelação” ou “conhecimento” que o Espírito nos dá não tem a ver com revelação além daquilo que já está revelado na Escritura, mas com uma iluminação da parte do Espírito Santo na vida do crente para que ele possa ver claro as verdades espirituais, e realmente compreendam quem é Cristo e sua obra.

É o Espírito Santo quem nos ajuda a entendermos cada vez mais o evangelho. Ele abre nossa mente para entendermos a razão do nosso chamado e o valor da nossa herança (v.18).

Apenas por estas duas menções que Paulo faz ao Espírito Santo já é possível perceber o quanto ele é importante em nossa vida cristã. Você consegue reconhecer isso? Que tal louvar a Deus pelo selo do Espírito em sua vida, que é garantia da sua salvação e orar para que ele ilumine seu entendimento, cada dia mais, para entender as verdades eternas do evangelho!

Até o próximo texto! Quem sabe voltemos a falar das outras dez menções de Paulo ao Espírito em Efésios!

 

Últimas notícias

Instale o APP

vin_aplictaivo_250px
Estude as Lições Bíblicas a partir do seu celular. Instale o aplicativo, conheça e divulgue para os seus amigos.

google-play  app-store

logo