De volta ao passado ou vivendo o presente?

Vingadores: Ultimato” realiza o desejo do ser humano de voltar no tempo

 

Antes de você ler este artigo, gostaria de avisar que ele contém spoilers sobre o filme “Vingadores: Ultimato”. Eu sei que já se passou um tempinho desde o lançamento do filme, mas, mesmo assim não custa nada avisar, não é mesmo?

O filme “Vingadores: Ultimato” vem depois do estalar dos dedos do vilão Thanos, que matou metade dos seres humanos (inclusive vários heróis) no filme anterior, “Guerra Infinita”. Com toda certeza, “Ultimato” é uma obra cinematográfica excelente, que diverte e entretém a maioria de seus espectadores. Um dos fatores que chama a atenção nos filmes é justamente a maneira que os heróis encontram para reverter a situação criada pelo vilão no filme anterior: o uso de uma máquina do tempo. Em Ultimato, o herói Tony Stark inventou uma máquina do tempo que permitiu a ida dos Vingadores ao passado para “consertar” o caos que o vilão tinha criado e tentar trazer à vida novamente aqueles que tinham morrido pelas mãos de Thanos. Aqueles que assistiram o filme sabem como tudo se desenrolou e que, de certa forma, o plano de Stark tem sucesso.

Mas, você pode estar se perguntando: o que o filme dos Vingadores tem a ver comigo? Que ensinamentos posso tirar disso? Um dos fatores que me chamou a atenção foi a questão da máquina do tempo, o que representa o desejo do ser humano de “voltar” ao passado, seja para reviver uma situação especial, seja para consertar algum erro cometido, seja para evitar algum acontecimento que sabemos que seria trágico. Quem de nós nunca desejou que fosse possível uma volta ao passado, por mais que saibamos que isso é impossível? Essa pergunta nos faz refletir sobre a brevidade da vida e sobre o quanto precisamos aproveitar o presente, pois o passado já passou, como o próprio nome diz.

Sobre isso, é muito importante considerarmos as orientações da Palavra de Deus em Efésios 5: 15- 17: “Portanto, sejam cuidadosos em seu modo de vida. Não vivam como insensatos, mas como sábios. Aproveitem ao máximo todas as oportunidades nestes dias maus. Não ajam de forma impensada, mas procurem entender a vontade do Senhor.”. Não existe uma máquina do tempo para nos transportar de volta ao passado, mas temos a Palavra viva do Senhor, que orienta a nossa vida e demonstra a vontade soberana e poderosa de Deus para nós. Não temos como “consertar” o passado, mas podemos abandonar o pecado e viver o presente como discípulos de Cristo Jesus, comprometidos com o evangelho e com a missão que o Salvador nos confiou. Não podemos apagar as palavras iradas, maldosas ou torpes que falamos, contudo no dia de hoje, podemos ser instrumentos de Cristo e falar aquilo que está baseado no evangelho e que vai edificar as outras pessoas.

É certo que não podemos “apagar” uma atitude ofensiva que tivemos (ou sofremos) no passado. No entanto, como pessoas que amam a Jesus precisamos pedir perdão (e perdoar), buscar a paz com todos e também viver uma vida de santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor (Hebreus 12: 14). Poderia enumerar aqui outros exemplos, mas o que gostaria que refletíssemos é que Deus nos concedeu o privilégio do tempo presente, sendo assim, aproveitemos ao máximo essa oportunidade para vivermos como servos e discípulos de Jesus que o amam e obedecem sua Palavra de todo o coração. Nós não sabemos quantos tempos “presentes” o Deus de toda graça nos concederá, mas o que realmente importa é viver cada desses dias para a glória de Cristo!

Últimas notícias

Downloads

Instale o APP

vin_aplictaivo_250px
Estude as Lições Bíblicas a partir do seu celular. Instale o aplicativo, conheça e divulgue para os seus amigos.

google-play  app-store

logo