No vale da sombra da morte

Meu estado se agravava a cada dia, mas Deus me trouxe de volta à vida

 

Posso dizer que passei pelo vale da sombra da morte, mas o Bom Pastor me trouxe de volta à vida! No dia 14 de janeiro, aqui na Argentina, entrei no hospital para uma cirurgia agendada para o dia seguinte. O procedimento era a proctocolectomia total (retirada do intestino) porque havia 100% de chance de os pólipos que lá estavam se transformarem em câncer, pelo meu quadro e histórico familiar.

A cirurgia foi muito complicada porque, ao mesmo tempo, eles tiveram que remover um tumor anexado ao intestino delgado (era grande e obstruía o intestino). A partir desse momento, não havia boas notícias. O cirurgião disse que o tumor tinha muitas características de maligno. No dia seguinte, por negligência de alguns médicos residentes, tive uma parada cardiorrespiratória. Eles conseguiram me fazer voltar mas fui entubada por 4 horas (graças a Deus não tenho nenhuma consequência disso). Esse evento trouxe várias  complicações para o organismo. À medida que os dias se passavam, fui ficando mais fraca. Na sala de espera, meus parentes foram alertados a esperarem o pior… Os relatórios médicos eram desencorajadores: “ela não está evoluindo bem… seu estado é grave”

Tive que receber quatro bolsas de sangue (porque perdi muito com a drenagem) e após uma tomografia abdominal, os médicos perceberam que eu tinha que passar por outra cirurgia, pois uma parte do meu intestino havia perdido a vitalidade. Tomar essa decisão foi muito difícil, porque não sabíamos se eu conseguiria passar por outra cirurgia em tão poucos dias. Minha família buscou a Deus antes de consentir com o novo procedimento.

Eu fiz uma oração especial antes de entrar na sala de cirurgia e depositar toda a minha confiança e fé em Deus. Eu estava com taquicardia mas naquele momento experimentei a tranquilidade e a paz que Cristo me deu. Quando ainda estava sob a sedação da anestesia, tive um sonho ou visão em que vi uma pessoa com uma luz brilhante, que iluminou toda a sala de cirurgia. Essa pessoa estava olhando para mim e dizia: “EU OPERAVA”.

Eu vi Deus em todos os detalhes, cuidando de tudo. Após essa segunda cirurgia, tudo estava melhorando, os médicos não podiam acreditar em como eu estava. “Você é um caso muito raro”, disseram. Mas Deus operou milagres e hoje estou viva, graças ao Deus Todo-Poderoso!

Fiquei com a síndrome do intestino curto (SIC) e tenho uma dieta muito rigorosa, mas isso é pouco relevante perto do que Deus fez. Antes de ter alta, veio o resultado da biópsia nas amostras que colheram do meu intestino: negativo, para glória de Deus!

Desde o dia 22 de fevereiro, estou de volta em minha casa. Agradeço muito a cada um por suas orações, foi realmente maravilhoso ver Deus responder ao nosso clamor. Fazer parte dessa família, que é o corpo de Cristo, foi uma grande benção para mim! Que o Deus Eterno seja exaltado em minha vida, enquanto eu viver!

 

Jessica Centurion, esposa do pr. Lucas Centurion, da Argentina

Versão Digital

vin_aplictaivo_250px

ATENÇÃO: A forma de distribuição do conteúdo das Lições Bíblicas em formato digital mudou. Leia o AVISO para mais informações.

logo