Um câncer de bexiga se tornou em nada

Milagre de Deus foi completo e concretizado em poucos dias

“Não estais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardarás os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” (Fp. 4.6-7)

Meu testemunho é para que o nome de Jesus seja exaltado em todo o tempo. No dia 27/08 acordei sem nenhum desconforto ou qualquer dor e estava pronto para viver mais um dia. No entanto, a partir das 15h, após ter ido ao banheiro e ter visto a urina com cor vermelha sangue, vi que precisava ir ao hospital. Acreditei que era algum tipo de infecção urinária ou pedra nos rins e que tudo iria se resolver rapidamente.

Chegando lá, a urgência em urinar, a cor vermelha ficando mais forte e a urina apresentando coágulos de sangue me encaminharam para a urgência e fui internado.

Começaram todos os procedimentos para internação, não havia nenhum diagnóstico e me colocaram na irrigação. Avisei minha esposa e meu filho que estava internado e comecei a ver minha vida virar de pernas para o ar, de uma hora para a outra.

No dia seguinte, fui submetido à tomografia e ultrassom da região da bexiga, de todo o aparelho urinário e próstata. Foi afastada qualquer infecção de urina, pedras nos rins ou vias urinárias. Um urologista nos informou que, a partir da tomografia, foi detectada uma lesão na parede da bexiga, tumor característico de fumantes de cigarro. Antes da conversão eu havia sido fumante, mas já havia parado de fumar há pelo menos 25 anos. A lesão era pequena e teria que ser cauterizada através de uma cirurgia.

Assim que soubemos, avisamos o pastor e alguns amigos para que orassem e clamassem a Deus em nosso favor. Apesar do diagnóstico não ficamos desesperados e  experimentamos da paz de Deus que excede todo o entendimento.

No dia 29 de agosto, passei pela cirurgia e foi tudo bem graças à Deus. O médico conversou com minha esposa. Ele havia cauterizado a lesão, que era bem pequena, e não se tratava de um tumor. Porém, nesta mesma cirurgia, quando o médico acessou a bexiga, através de câmeras, verificou que as paredes da bexiga estava muito inflamadas, tomadas por muito sangue e que nunca tinha visto um quadro como este. Não havia mais o que ser feito… Recolheu pedaços de diferentes locais da bexiga para biópsia.

No dia seguinte, ele me visitou e deu outro diagnóstico: carcinoma em estágio inicial e, felizmente, havia aparecido a lesão, pois foi possível identificar o problema. Deveríamos aguardar o resultado da biópsia para confirmar o diagnóstico. Previsão de quinze dias para sabermos o que estava realmente acontecendo.

Quando a situação sai do controle e tudo parece não ter mais a menor importância, só nos resta olhar para o alto de onde vem o nosso socorro, única e verdadeira esperança. Naquela noite eu, minha esposa e meus filhos nos reunimos no quarto do hospital. A oração foi mais ou menos assim: “Que o Senhor, podia curar, podia nos livrar daquela situação ou podia fazer o que Ele bem achasse o que era melhor, mas pedimos que ele nos ajudasse a passar por esta prova” Foi uma oração bem simples mas sentimos a presença grandiosa de Deus em todo o quarto e só nos restava esperar o diagnóstico do médico.

Após dois dias tive alta e fui para casa sem dor, sem desconforto e parecia que tudo estava bem. Fiquei quinze dias de licença com a recomendação de que, a qualquer sinal de sangramento, voltasse para o hospital.

Esperamos o resultado dos exames e tudo estava bem. Não havia sinal de sangramento, me recuperei da cirurgia e não senti mais nada.

Saiu o resultados dos exames com os seguintes diagnósticos: sinal negativo para neoplasia e carcinoma. Ou seja, não havia sinais de nenhum tipo de câncer. Louvado seja o nome de Deus! Ficamos felizes, choramos, agradecemos e enviamos o resultado para o médico.

Passei em consulta na outra semana com os resultados da biópsia e o médico não sabia explicar o que havia acontecido. Havia pesquisado em toda a literatura e não sabia emitir nenhum diagnóstico. Resumiu em uma frase: Deus sabe o que faz…

Mas ainda não conformado e querendo descartar qualquer problema, solicitou vários outros exames e chegou até investigar se havia sinal de tuberculose na bexiga. Foram feitos vários exames para investigar infecção ou alguma anomalia em toda a região do abdômen e aparelho urinário (ressonâncias e exames clínicos). Nenhum diagnóstico foi concluído a partir destes exames, pois nada foi achado fora do normal.

No dia 19/11 fui para o centro cirúrgico novamente, para que o médico através de outra endoscopia da bexiga, pudesse fechar o diagnóstico do que havia acontecido. Já fazia quase três meses que tudo havia acontecido. Para honra e gloria do nosso Deus, a bexiga estava perfeitamente restaurada e não havia mais nenhum sinal de inflamação ou sangramento.

Eu e minha família somos imensamente gratos ao nosso Deus e irmãos que nos ajudaram a passar por este momento. Nunca mais seremos os mesmos, fomos impactados por esta experiência maravilhosa!

 

Da. Julio Cypriano é líder do Ministério de Homens na IAP em Vila Maria (SP).

 

Instale o APP

vin_aplictaivo_250px
Estude as Lições Bíblicas a partir do seu celular. Instale o aplicativo, conheça e divulgue para os seus amigos.

google-play  app-store

logo